Indicação de filmes, documentários e série, por Zeca Camargo

Zeca Camargo compareceu na Universidade Presbiteriana Mackenzie na terça- feira (13), para compartilhar, durante a Aula Magna de Jornalismo, suas experiências como jornalista e publicitário.

O jornalista mineiro comentou sobre o uso das redes sociais, as experiências proporcionadas pelas suas viagens e sua trajetória até os dias atuais. Zeca já trabalhou na MTV, revista Capricho e TV Cultura, além de outros veículos que permitiram grandes oportunidades como: Entrevistar Cazuza e Elton John. Ele discutiu os limites entre entretenimento e jornalismo. “Jamais deve-se brincar com uma notícia séria.” , diz Zeca. E afirma que as maiores dificuldades de um jornalista são os temidos ‘deadlines‘ e estabelecer uma conexão com o entrevistado. Mas sua maior dica é: Tenha curiosidade, com ela você vai sempre além. 

Atualmente, ele escreve para a Folha e faz o programa “É de Casa” televisionado pela Rede Globo, com duração de três horas aos sábados de manhã. Além disso, publicará mais dois livros. Com previsão de venda para maio, o livro tem como temática a culinária indiana. Já a bibliografia de Elza Soares, não tem previsão de publicação, mas o jornalista está animado com o futuro livro.

Zeca mostrou-se muito fã de séries e filmes, como “Black Mirror” e “Eu, Tonya”. Em entrevista, ele contou com exclusividade para a editoria Etc e Tal da Redação Virtual Mackenzie, quais filmes, documentários e séries ele indicava, principalmente para jornalistas.

“Obviamente não pode faltar o filme ‘Spotlight’. Além dele, ‘The Post’ que tem uma cena linda com a atriz maravilhosa que é a Maryl Streep, ela faz um papel brilhante escolhendo ir pela sabedoria e inteligência. Como documentários, eu indico o ‘Making a Murderer’ e estou assistindo um atualmente, chamado “Flint Town”,  ele é dividido em oito episódios e retrata uma das cidades mais pobres dos Estados Unidos. Eu gostaria de ter feito isto, é sensacional!”

Já como série, ele indica: “‘The Deuce’ que se passa nos anos 70, em Nova Iorque, teve uma pesquisa para a produção, o que não deixa de ser jornalismo.Assim como a série brasileira ‘Os Dias Eram Assim’ também com um trabalho de pesquisa absurdo.”

Gostou das dicas do Zeca Camargo? Vem então conferir as dicas de livros dadas por mackenzistas.

Foto de Duda Ramos