Yoana Kovelis

Perfil de: Yoana Kovelis

“Eu sou surda e você é ouvinte. Por eu não ouvir, tenho o olhar muito mais desenvolvido.”

É desta maneira que a estudante de pedagogia, Yoana Kovelis se diz diferente dos demais. Com o olhar muito mais desenvolvido, ela consegue representar muito bem os gestos de cada pessoa e observar coisas que, para a grande maioria, parecem imperceptíveis. Perguntada sobre por quê estudar pedagogia, “porque o meu sonho é um dia poder ensinar matemática para as crianças surdas, que não aprendem isso simplesmente porque o professor não está preparado para ensinar.”  Yoana tem sua fala muito bem desenvolvida, tanto que em casa, com seus familiares, ela não utiliza libras, e sim a fala. Ela tem maneiras de sentir os sons “Tem três jeitos. Eu sinto a vibração com a mão no peito, debaixo do queixo e no nariz. Fiz 20 anos de fonoaudiologia. Troquei de escola umas 10 vezes porque nenhuma escola estava preparada para receber um deficiente auditivo.” Com esta dificuldade no ensino, Yoana sofreu alguns preconceitos, mas sempre tentou superar isso e seguir em frente “A primeira linguagem dos surdos é libras, só que nós não temos conjunção e não conjugamos verbo, e os professores não aceitam isso, porque não sabem libras. Eu tento explicar que a minha linguagem é essa, mas têm professor que não aceita. Várias vezes eu já cheguei em casa chorando, mas a família me ajuda muito, meus irmãos sentam comigo e me ajudam a escrever.”

Escrito por: Isabel Melo

Foto por: Mariana Kovelis

(“eu te amo” em libras)