Vistos para a Nova Zelândia

A cada ano, o número de pessoas que escolhem a Nova Zelândia para visitar ou começar uma nova vida por lá cresce consideravelmente. Não é de se surpreender: o país abriga paisagens incríveis, dignos de cartões-postais. Além disso, a qualidade de vida é alta, sua expectativa de vida superando os 80 anos.

Se você tem a oportunidade de viver essa experiência e está interessado em viajar para as terras neozelandesas, confira abaixo os principais vistos aceitos pelo país:

Para turistas e estudantes que pretendem ficar no período máximo de três meses, uma boa notícia: não é necessário um visto prévio. Porém, ainda é necessário mostrar, por exemplo, que possui a passagem de volta ou que tem dinheiro o suficiente para cobrir todas as despesas de sua estadia.

Caso a duração da viagem ultrapasse os três meses, existem diversos tipos de visto que variam conforme os propósitos de cada pessoa. Para quem deseja apenas visitar, é recomendado o Visitor Visa. Com ele, você pode ir para a Nova Zelândia como turista ou reencontrar amigos ou familiares. Se o propósito de toda a viagem for estudar, usa-se o Study Visa. Assim, é possível dar continuidade aos estudos e até mesmo pensar em trabalhar em período parcial durante o seu curso e após o término de sua graduação. Mas atenção! Os dois vistos citados acima não permitem à pessoa trabalhar de fato. Para isso, deve-se adquirir o Work Visa.

Como foi dito antes, são apenas alguns vistos que possibilitam, de forma legal, a entrada de turistas, estudantes e de quem vai para lá por negócios. Essa chance de poder, eventualmente, trocar de visto é, sem dúvida, um aspecto positivo. Uma simples viagem pode vir a se tornar algo permanente, e caberá somente a você, estrangeiro, tomar a decisão.

Para informações mais precisas, como os documentos necessários para a obtenção do visto, ou caso queira entrar com o pedido de visto, clique aqui e aqui.