blogueira

Do hobbie ao trabalho

Estudante de Jornalismo e blogueira, Victória Ferreira de 19 anos conta como foi transformar um hobbie em trabalho. Ela que sempre estudou no Mackenzie, fala que prestar o vestibular foi uma escolha óbvia. Porém, a grade curricular aqui foi o que a fez decidir-se de vez. “Aqui era onde mais tinha aulas práticas, onde a gente mais colocaria a ‘mão na massa’. Como me identifico mais com esse estilo, decidi vir para cá”.

A estudante conta que sente ter mudado de diversas maneiras dentro da faculdade e que o curso de Jornalismo a fez sair da zona de conforto. “Normalmente sou muito insegura sobre fazer coisas que nunca fiz por medo de dar errado. Em Jornalismo ou você sai dessa comodidade ou não alcança seu objetivo”, explica.

Victória diz não ser muito aventureira, mas conta que atualmente viveu uma experiência nova. Fez sua primeira viagem a trabalho e foi totalmente sozinha para Paris, sem conhecer nenhuma das pessoas que a receberiam lá: “muitas pessoas dizem que fui corajosa por fazer algo assim tão nova, admito que só percebi a loucura quando cheguei lá. Não tinha ninguém para resolver os problemas para mim”.

Fã de hobbies tranquilos, a blogueira os resume com uma palavra: “arte”. “Assistir vídeos no Youtube, fazer maratona de séries, fotografar, desenhar, e por aí vai…”, conta. Além dos lugares que mais gosta de frequentar: cafés e museus. “Gosto de lugares que façam eu me sentir inspirada, despertem minha criatividade. Normalmente observar pessoas e arte despertam isso em mim”, diz.

Ela conta que uma das suas maiores conquistas foi transformar seu maior hobbie em trabalho. “Comecei a produzir conteúdo para internet muito cedo, eu tinha uns 13 anos”, fala. Ela fala que não esperava nenhum tipo de retorno, porém quando isso aconteceu foi muito gratificante: “nada é melhor do que trabalhar com o que a gente ama”.

Victória se mostra muito preocupada com as pessoas. Ela diz que se pudesse mudar algo no mundo, seria adicionar empatia no coração de todos. E o seu blog tem como ideal isso: ajudar pessoas de diversas maneiras. Abordando diversos assuntos como auto estima e até relacionamentos abusivos, ela procura auxiliar seus seguidores. “Acho que nada é tão meu quanto a minha capacidade e vontade de ajudar pessoas”, explica. E é isso também que ela pretende com o Jornalismo.

Isabelle Formigari Gandolphi
Estudante de Jornalismo, sagitariana e do interior. Repleta de sonhos e confusões. Cheia de amor pra dar e piadas pra fazer.