Uma ode às bibliotecas!

Todo mackenzista tem seu lugar favorito no campus. Alguns gostam de passar o tempo em meio à calmaria e o silêncio da praça da arquitetura, outros preferem toda a modernidade, imponência e robusteza do MackGraphe. Há quem goste de ficar à toa, degustando das variedades alimentícias disponíveis na praça de alimentação e ainda outros que gostam de toda a informalidade dos diretórios acadêmicos.

Meu local favorito em todo o Mackenzie é a biblioteca central George Alexander. Um local único, deslumbrante! Para os amantes da leitura, a descrição exata e poética do paraíso. Ainda hoje, quando abro a pesada porta amadeirada da entrada, me impressiono como na primeira vez em que entrei naquele local que beira as características do fantástico.

Inaugurada em 1926, a já idosa biblioteca faz olhos brilharem até hoje. Ela traz em seu nome uma homenagem ao educador e também conselheiro do Mackenzie College, George Alexander. No início, tendo Adelpha Silva Rodrigues Figueredo – então professora da Escola Americana como primeira diretora, a biblioteca central já possuía um acervo de sete mil volumes. Hoje ela abriga mais de duzentos e cinqüenta mil títulos e quinhentos e noventa mil exemplares – muitos deles distribuídos em bibliotecas setoriais.

Hoje, 09 de abril, dia da biblioteca, não é preciso escrever textos gigantes homenageando bibliotecas longínquas, basta andar pelo campus, caminhar sentido à rua Maria Antônia e, após passar pelas lindas árvores da praça da arquitetura, ver naturalmente o desabrochar da poesia. Uma ode arquitetonicamente materializada a todas as outras bibliotecas existentes. O único local que conheço capaz de comportar em alguns metros quadrados com uma elegantíssima exuberância nomes como Camões, Shakespeare, Cervantes, Goethe, Machado, Dostoiévski, Proust, Fitzgerald, García Márquez e uma infinidade de outros tantos…

Se você quiser revisitar o passado, ou conhecer um pretérito nunca antes conhecido, vá à Biblioteca Georges Alexander. Prédio 02, aberta de segunda a sexta-feira das 7h30 às 22h e aos sábados, das 9h15 às 14h45. Venha sentir algo único, indescritível, certamente, seu lugar favorito no campus irá mudar!

 

Clique aqui para conhecer quatro cafés próximos ao Mackenzie!

Matheus de Siqueira Nunes

Um apaixonado por futebol, que assiste basquete semanalmente, joga truco ocasionalmente e tenta viver poeticamente…