Experimento da nova tecnologia

Nova tecnologia para a Copa de 2018

Após testes realizados durante 2016, FIFA deve implantar nova tecnologia no futebol. Os árbitros assistentes (VARs na sigla inglesa). Testes off-line começaram este ano. Os países com acesso aos VARs são: Austrália (na Hyundai A-League), Brasil (em diferentes competições da CBF), Alemanha (na Bundesliga), Holanda (em diversas competições da Real Associação de Futebol dos Países Baixos (KNVB)), Portugal (na Liga NOS, Copa Portuguesa e Super Copa) Estados Unidos (na Major League Soccer).

Testes on-line e off-line

A recomendação inicial era de testes off-line. Onde os assistentes veriam replays dos lances, mas sem interferir na partida. Estes experimentos servem para conhecer melhor equipamento e fazer os ajustes necessários. Tudo seria feito durante a partida, porém não ocorre a comunicação com o árbitro da partida. A avaliação dos VARs, nestes casos, não teriam validade para o jogo em si. O teste on-line interfere nas partidas.

Aplicação

A aplicação seria bem simples:

VARs
Passo 1: O árbitro ou os VARs informam da necessidade de revisão.
Passo 2: Os VARs revisam o lance e auxiliam o árbitro sobre o que fazer.
Passo 3: O árbitro segue a recomendação dos VARs ou assiste o lance novamente ao lado do campo. (via: FIFA)

 

Todos os lances de gol seriam revisados. Como a bola cruzou a linha e o jogo parou, não iria interferir no andamento da partida. Qualquer infração que tornasse o gol irregular o árbitro iria ser avisado. Lances de pênalti revisados, para que nenhuma decisão indiscutivelmente errada seja tomada. Inclusive lances de falta dentro da área não assinaladas pelo árbitro. Para evitar que o jogador seja expulso erroneamente, os cartões vermelhos estão na lista de jogadas a serem revisadas. Assim como a identidade do jogador, para que um cartão, amarelo ou vermelho, não se aplique a pessoa errada.

Copa do Mundo 2018

Workshop sobre os VARs
Workshop sobre os VARs em Zurique, na Suiça. (via: FIFA)

A FIFA e IFAB, Conselho da Associação Internacional de Futebol, estão otimistas para o uso dessa tecnologia na Copa do Mundo na Rússia. O planejamento é que os testes on-line sejam bem sucedidos no primeiro semestre de 2017 para que já seja implementada na Copa das Confederações, que inicia dia 17 de junho do ano que vem. Deste modo todos os ajustes necessários seriam feitos, para que em 2018 a tecnologia esteja pronta para a copa.

A copa no Brasil, em 2014, já teve uma nova tecnologia. Sensores foram instalados para que o árbitro receba um aviso se a bola ultrapassou ou não a linha do gol. O primeiro uso oficial desta tecnologia foi no Mundial de Clubes de 2012. Do mesmo modo, os VARs devem estrear no Mundial de Clubes deste ano.