Brisa de recomeço – Bem vindo Outono

O vento forte traz as folhas amareladas, caindo por entre os galhos secos das árvores. O frio vem junto, o calor habitual não é mais sentido na pele. Os dias, antes radiantes, agora parecem mais cinzas, um pouco mais sem aquele brilho. Percebemos que algo mudou que um novo tempo vem ai. O equinócio da […]


Soneto da inconstância

Mudamos constantemente O resultado disso é que somos o que não somos e, sim, o que fomos por isso a infelicidade é perene. Nunca estou contente.   Eu mudo e desmudo e nisso eu me dano. E os outros mudam também, nada é seguro. Mas isso não importa, vamos fazer como poeta arcadiano e viver […]