Longe de casa

  Longe de casa São águas passadas Um tanto marcadas Sempre a viver Nas rotas de seda Rios e oceanos Saída de emergência É preciso viver E são tantas fronteiras Línguas e roupas Olhares nas ruas E diferentes culturas Mas viver é preciso Viver no refúgio Viver perdido Longe de casa   Foto: Guilherme Rossi