Estações batidas

Em cada vagão encontro mais um rosto que cativa meu olhar. Alguns encaram os muros cinzas que passam correndo pelas janelas. Outros olham para o nada, e sempre me pergunto se fazem isso para fugir dos olhares de estranhos ou se seus pensamentos os obrigam a fugir desses olhares. Outros tem a cabeça baixa, checando […]