Uma mão lava a outra

“Me lembro de ter achado o Mackenzie lindo, e os prédios muito bonitos!”. Salete Cardoso, formada em Engenharia Civil, conta sua experiência dando aula na Universidade. A profissional de 53 anos atualmente trabalha em um escritório de Engenharia, mas também já lecionou em salas de aula. Diz que quando estava no segundo ano da faculdade, deu aulas de DBase II, pois havia feito um curso.

Salete trabalhava no período da noite, juntamente com um amigo, ensinando para turmas de informática. Seu esforço a ajudou, na época, a pagar sua faculdade. Ela se recorda de andar pelos pátios iluminados, e de conhecer boas pessoas.

Possui, também, lembrança de comer na lanchonete Sujinho e lá conhecer um morador de rua, ao qual ofereceu assistência na volta à sua terra natal, Sergipe. A partir disso, conta que gostaria de ver mais igualdade social na realidade em que vivemos, além de maiores iniciativas de saúde para a população.

Relata que seu pensamento positivo sempre serviu de auxílio para alcançar seus objetivos. Incentiva a si mesma e aos que estão ao seu redor – como sua maior qualidade – a acreditar sempre no futuro, e que tudo dará certo. Paralelamente a isso, a frase que mais a marca é: “O conhecimento é como um jardim. Se não for cultivado, não pode ser colhido.”