Rússia 2018: Dia 24

 

No último dia das quartas de final, a Inglaterra venceu a Suécia por 2 a 0, com gols de Maguire e Dele Alli, e volta à semifinal de um mundial após 28 anos. Croácia vence os donos da casa nos pênaltis, estão na semifinal e acabam com o sonho da Rússia de ser campeã em casa.

Inglaterra x Suécia

Depois de 28 anos, a Inglaterra chega as semifinais.

Inglaterra brilha e está a 2 passos de quebrar o fim do jejum de 52 anos sem vencer o mundial. Nesta manhã, a Inglaterra enfrentou a Suécia pelas quartas de final da copa do Mundo de 2018, com sua melhor atuação no Mundial, os ingleses ganharam por 2 a 0 e se classificaram para as semifinais.

O jogo foi do início ao fim de domínio Inglês. Com a Suécia marcando forte e com 11 jogadores atrás da linha da bola, os ingleses precisaram fazer ligações diretas para o ataque, só no primeiro tempo tiveram 68 por cento de posse de bola, mas oferecendo pouco perigo ao gol sueco. Sem conseguir encontrar espaços tocando a bola, a Inglaterra investiu nas jogadas aéreas para tentar abrir o placar e aos 29 minutos do primeiro tempo, Young cobrou escanteio e o Zagueiro Maguire cabeceou, abrindo o placar para os ingleses. Mesmo com a vantagem no placar, os ingleses continuaram atacando e buscando mais gol, porém Raheem Sterling perdeu dois inacreditáveis gols em um espaço de três minutos. Primeiro, ele recebeu a bola de frente para o goleiro e não conseguiu driblá-lo e no segundo, ele conseguiu passar por Oslen, mas se enrolou na hora de chutar e acabou sendo interceptado pela defesa sueca.

Na segunda etapa, os suecos até tentaram buscar o empate, mas logo aos 12 minutos, o meio campista Dele Alli aproveitou o cruzamento de Lingard para cabecear sem chances para Oslen. Com a classificação bem encaminhada, os ingleses procuraram controlar o jogo e os suecos aproveitaram para tentar buscar o gol, porém encontraram Pickford, um dos responsáveis pela classificação inglesa, que fez 2 incríveis defesas. O goleiro parou o atacante Berg, em uma cabeçada na pequena área, e o meia Forsberg, em uma bola que sobrou na marca do pênalti.

Com essa vitória, o time inglês chega pela terceira vez às semifinais de uma Copa do Mundo, as outras duas foram em 1966 quando venceu o torneio em casa, e 1990, quando caiu para a Alemanha, que viria a ser a vencedora daquela edição.

Croácia x Rússia 

Mario Fernandes empata o jogo para a Rússia e leva o estádio a loucura.

Na tarde de hoje, em um jogo emocionante, os donos da casa enfrentaram os Croatas em Sochi e foram eliminados nas penalidades máximas.

O jogo foi disputado do começo ao fim, com 1 a 1 no tempo normal e 2 a 2 na prorrogação, os times foram para as penalidades máximas.

Na primeira etapa, os dois times estavam equilibrados e tentando furar a defesa adversária e foram os Russos que conseguiram abrir o placar.  Aos 31 minutos da partida, após uma bela jogada, o Cheryshev recebeu a bola e chutou de fora da área, fazendo um belíssimo gol. A vantagem russa no placar durou apenas 9 minutos, Kamaric aproveitou o cruzamento e cabeceou, empatando a partida.

Com um segundo tempo morno, a Croácia se apresentava tecnicamente superior, porém os donos da casa se defenderam e não permitiram a virada Croata no tempo regular. Com a partida empatada, os times foram para a prorrogação, com os jogadores cansados, os times tentavam aproveitar os espaços e as jogadas de bola aérea. Pela primeira vez nessa Copa do Mundo, teve gol nos 30 minutos de prorrogação. O zagueiro Vida, após escanteio cabeceou a bola para o gol, colocando os Croatas na frente do placar, porém os donos da casa não desistiram, com muita raça e ajuda da torcida, Mário Fernandes, brasileiro naturalizado russo, também de cabeça, empatou a partida e levou os russos presentes em Sochi ao êxtase. Dois a dois, tudo igual no placar novamente e o jogo foi para a decisão nos pênaltis e a Croácia venceu por 4 a 3 e se classificou para as semifinais do torneio e os donos da casa apesar da derrota, se despediram do Mundial satisfeitos por terem feito sua melhor campanha desde 1994.

Croácia e Inglaterra se enfrentam quarta feira, as 15 horas, no estádio Estádio Olímpico, valendo vaga para a final do Mundial.

Para Guilherme Pansonato, estudante da Universidade Presbiteriana Mackenzie, “No primeiro jogo do dia a favorita era a Inglaterra e acabou vencendo bem, conseguiu controlar a partida na maior parte do tempo. Hoje em dia a Inglaterra tem um time mais técnico e com uma maior diversidade de jogadas, mas os dois gols acabaram saindo de cabeça, que é historicamente uma jogada muito forte dos ingleses. Depois dos dois gols a Inglaterra conseguiu controlar bem a partida e não tomou muito sufoco  Já Croácia conseguiu vencer apenas no sufoco dos pênaltis novamente, mas jogou melhor do que a Rússia. Mesmo assim, nos jogos contra a Rússia e a Dinamarca a seleção croata deixou um pouco a desejar em relação à fase de grupos, que tinha jogado muito melhor.”