Rússia 2018: Dia 20

Dois jogos  emocionantes fecharam as oitavas de final do mundial. A Suécia garantiu a vaga após vencer a Suíça por 1 a 0, e a Inglaterra venceu a Colômbia, nos pênaltis, depois de um jogo com impressionante. As quartas de final começam na sexta, com Uruguai x França as 11h00.

 

Suécia 1 x o Suíça 

Suécia e Suíça definiriam quem iria jogar contra Colômbia ou Inglaterra nas quartas de final. O jogo não foi muito bonito e começou morno, com pouquíssimas chances para cada lado. O primeiro tempo acabou sem graça e sem gols. A Suíça teve mais posse de bola, chutou uma vez a mais que a Suécia no gol (sendo dois chutes contra um), trocou mais passes, mas não conseguiu abrir o placar.

suecos comemoram a classificação

A maioria dos gols tanto da Suécia quanto da Suíça saíram no segundo tempo, nos outros jogos da fase de grupos. A expectativa para que alguém abrisse o placar na segunda etapa era grande e se concretizou. Emil Forsberg, camisa 10 da Suécia, assumiu a responsabilidade e aos 20 minutos do segundo tempo, carregou a bola pelo meio de campo e soltou uma bomba com o pé direito. A bola desviou em Akanji , da Suíça e estufou as redes. A Suíça ainda tentou empatar, mas em vão. A Suécia ainda teve a chance abrir 2 a 0 no final, mas Olsson foi derrubado por Lang na boca da área. O juiz marcou a falta e Lang foi expulso. A Suécia cobrou a falta, mas o resultado permaneceu o mesmo.

A Suécia garantiu a classificação para as quartas de final, patamar que não alcançava desde 1994, quando ficou em terceiro lugar no mundial dos Estados Unidos.

 

Colômbia x Inglaterra

As duas seleções já começaram a partida sabendo que quem vencesse enfrentaria a Suécia nas quartas de final. O jogo prometia por ter dois times tão tradicionais como Colômbia e Inglaterra. O jogo começou tenso, com poucas chances para cada lado, sendo que as melhores foram em jogadas de bola parada. A tensão era grande e a cada dividida colombianos e ingleses o clima esquentava e gerava uma discussão. Os ingleses finalizaram mais e tiveram mais posse de bola, mas também não souberam as converter em gols. A maior chance da primeira etapa foi com Harry Kane, aos 15 minutos.

A segunda etapa começou e a expectativa era de uma partida melhor, com mais chances claras de gol. Porém, logo no começo Carlos Sánchez fez um pênalti em Harry Kane. O próprio camisa 9 bateu e converteu, 1 a 0 Inglaterra. O gol inglês deixou o clima ainda mais tenso, com provocações dos dois lados. A seleção inglesa começou a fazer cera e pagou o preço no final. Aos 47 minutos, após uma cobrança de escanteio, Yerry Mina empatou, de cabeça. Sem chances de defesa para Pickford. O que parecia impossível de fato aconteceu, a Colômbia conseguiu levar a partida foi para a prorrogação.

Pickford defende pênalti

Na prorrogação, os colombianos vieram com tudo. Abatidos após o baque do gol no fim, e cansados do jogo, os ingleses sofreram para parar as investidas colombianas. Mesmo assim, ninguém conseguiu estufar as redes, e a decisão foi levada aos pênaltis. A tensão era iminente. A Inglaterra nunca havia vencido nos pênaltis na história dos mundiais. A estatística mudaram a estatística, garantindo a classificação. Confira as cobranças abaixo:

Colômbia (3)

Quem acertou: Falcão Garcia, Cuadrado e Muriel.

Quem errou: Uribe (travessão) e Bacca (Pickford defendeu).

Inglaterra (4)

Quem acertou: Harry Kane, Rashford, Trippier e Dier.

Quem errou: Henderson (grande defesa de Ospina).

 

Para mim, Vitória Berçot, aluna da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Suécia e Suíça fizeram um jogo morno, sem muitas emoções. A partida ficou mais emocionante depois do gol sueco, mas ainda assim deixou a desejar. A expectativa para o jogo contra a Inglaterra é grande, tem tudo para ser um ótimo jogo, já que a Suécia tem uma das melhores defesas e os ingleses contam com o grande atacante Harry Kane. Já os colombianos, não foram tão ofensivos como de costume contra os ingleses, muito também pela ausência do craque James Rodriguez. Mesmo assim, não deixaram de ter raça e lutaram até o final. Saíram nos pênaltis, porém de cabeça erguida. Os ingleses fizeram o seu papel, mas também deixaram a desejar no ataque.

Paulistana apaixonada por esportes, principalmente futebol. Ama ler,escrever e conversar. Fã de Maroon 5, Game of Thrones e chocolate.