música

Raphael Alves: atual músico, futuro publicitário

Músico e estudante de publicidade, Raphael Alves tem 20 anos e nos conta, de forma bem carismática, a sua relação com a música. “Gosto muito de música. Eu toco 18 instrumentos, violão, guitarra, baixo, bateria, baxolão, banjo, ukulele, cavaquinho e mais dez instrumentos.”

Apesar dessa paixão pelas melodias e composições, o mackenzista fala que seguir uma formação acadêmica em música não lhe era atraente. “Estudar música é bem limitado com o que você pode fazer. Se eu fizesse uma faculdade de música ou ia, sei lá, para uma orquestra ou ia dar aula. E eu já não me encaixo nisso.” Foi em publicidade que ele viu uma forma de juntar o útil ao agradável. “Em PP eu posso trabalhar com jingle. E eu pretendo trabalhar com isso futuramente.”

Raphael ainda diz que essa sua musicalidade vai mais além das aulinhas de violão. Ele diz que faz parte de três bandas, cada uma com um estilo diferente. “A Motherfolkers é mais pop, mas a gente toca de tudo, até reggae. A Cartagena é mais rock e a Supranova é mais alternativa. Essas duas são músicas autorias.” Para ele a grande parte dessas bandas, ele as leva como profissionais. “A maior parte delas são projetos sérios que levo pra minha carreira. Tanto que a gente tá fazendo músicas autoráis e gravando EP e a Cartagena já tá no Spotify”.

Quando questionado sobre a sua maior conquista, ele diz que foi ter tocado no Espaço das Américas. “Eu e minha banda abrimos o show do Skank. Isso aconteceu num festival do Objetivo que a gente passou em varias fases e aí conseguimos tocar lá. Tanto que a gente tem foto com o Samuel Rosa.” Raphael fala que essa experiência foi marcante e inexplicável. “Tava bem lotado. Tinha umas 8 mil pessoas, mas a capacidade são umas 10 mil pessoas. Mas foi bastante gente. A galera curtiu, acompanharam bastante o nosso show.”

Para terminar a entrevista, perguntamos o que lhe tornava diferente. Ele afirma que é ser feliz. “Eu gosto de sempre estar feliz. Sempre pra cima e positivo. Eu gosto de transmitir felicidade. Porque a risada é a solução do mundo.” Para o estudante a música é uma forma de ser feliz e até mesmo outros sentimentos.“Eu acho que música é bastante disso, existe uma música pra cada momento”.