Punk Is Not Dead!

Quem diz que o punk morreu não sabe do que está falando! Sabe o jeans rasgado e a camisa xadrez que você tanto usa? A jaqueta preta de couro nossa de cada dia? Essas e outras peças são repercussão desse movimento que vem lá dos anos 70. Não sabe como usar as peças? Vem que a gente ensina.

 

O movimento Punk Rock surgiu nos Estados Unidos na década de 70, com raízes musicais e culturais. Mais tarde, foi levado para a Grã-Bretanha e espalhou-se pelo mundo. Foi lá que nasceu a a provavelmente mais famosa banda punk da história da música, os Sex Pistols.

Criado como um contraponto à cultura hippie, a não-violência e suas roupas coloridas e seu flower-power , o punk rock é caracterizado pela música mais agressiva, mais barulhenta e com temas como política anarquista e niilista, guerra, sexo, drogas, relacionamentos e violência.

O visual punk teve seu começo difundido pela estilista Vivienne Westwood, as primeiras bandas punks britânicas usavam suas camisetas estampadas com símbolos antagônicos e políticos e obscenidades. As roupas que no inicio eram mais berrantes e excêntricas foram sendo substituídas pelo visual monocromático e agressivo – com jaquetas de couro preto, coletes jeans desfiados, calças rasgadas e coturnos militares.

Com o passar do tempo, o estilo punk passou a ser um ícone, sendo comercializado e usado como referência em grifes de high-fashion – Vivienne Westwood, Jean-Paul Gaultier, Rodarte, Givenchy e outros, e em editoriais. No vestuário do dia-a-dia notamos a influencia do punk em peças consideradas “coringa” e em detalhes, de formas mais minimalistas (a boa e velha jaqueta de couro que nunca sai de moda, as ankle-boot com rebites, camisas xadrez e o destroyed ou ripped jeans que viraram queridinhos na última estação).

A dica pra incorporar o estilo no cotidiano é investir em boas peças e que mesclem com outras peças mais básicas: o ripped jeans, por exemplo, pode ser usado com praticamente qualquer coisa – de salto à botas, de tênis à rasteirinhas. Já a ankle boot pode ser usada com desde visuais mais despojados – jeans e t-shirt básica, até com looks mais elaborados ou mais femininos, como vestidos e saias.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução