Taça RW de Handebol Feminino chega ao fim

Depois de tanto sonhar, finalmente o Diretório Acadêmico Dacam, conseguiu realizar a primeira Taça RW de Handebol Feminino.

A taça foi disputada por 4 times compostos por estudantes dos cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Letras da Universidade Presbiteriana Mackenzie. O torneio foi disputado em 2 etapas, a primeira todos os 4 times se enfrentaram e quem somou mais pontos, disputou a final na segunda etapa e os times que não conseguiram uma boa pontuação, disputaram terceiro e quarto lugar.

 Wildtops e Tubaranhas, time campeão e vice campeão da Taça RW de Handebol Feminino.

Foram jogos emocionantes desde a primeira etapa. No primeiro dia de jogos, Wildcats foi derrotado por Tubalindas, em um jogo polêmico, com direito a expulsão da atleta do time derrotado e Wildtops venceu as Princesas em um jogo muito acirrado.

Já no segundo dia da taça, Princesas venceram as Wildcats por uma goleada de 18 a 1 e Wildtops somou mais uma vitória em cima das Tubalindas.

No último confronto antes da etapa decisiva, Wildtops já classificado para a final passou fácil pelos Wildcats e no segundo jogo do dia Tubalindas e Princesas se enfrentaram em um jogo muito emocionante e acirrado, de virada e no finalzinho, Tubalindas se classificou para a final.

Na segunda e última etapa do torneio, Princesas ganharam por wo e ficaram em terceiro lugar, já a final,

Gabriella Ferronato recebendo o prêmio de melhor atleta.

Wildtops e Tubaranhas empataram no tempo normal, na prorrogação e foram para as disputas de sete metros, até as cobranças foram acirradas, com 5 cobranças para cada lado, consagrando Wildtops campeãs da primeira Taça RW de Handebol Feminino.

Nos prêmios individuais, Gabriella Ferronato, campeã pelo Wildtops, ganhou como melhor atleta e Marcella Belloti do Tubaranhas, ficou com o prêmio de melhor goleira da competição.

Eu, Rafaela Rossi, estudante de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, fico muito feliz de ter participado e ajudado na realização dessa taça, que sempre foi um sonho de todas nós meninas de poder também jogar, espero que essa seja só a primeira de muitas que ainda estão por vir.

Texto por Rafaela Rossi.