Portfólio Ricardo Fujihara – Fotografia

Misturando paisagens,moda e vida, Ricardo Izumi Souza Fujihara, estudante do 2º semestre de Publicidade e Propaganda, nos mostra um pouco da sua arte através da fotografia. A seguir, uma pequena entrevista com suas produções:

Para você, o que é arte?

“Creio que arte seja tudo, a forma de ver ou rotular algo como arte, depende muito do indivíduo e da criação, então acho que no fundo, a arte compreende tudo. Porém, ao meu ver, arte é tudo que é expresso por alguém com o intuito de instigar, causar reflexão ou até mesmo, emocionar o público.”

O que te inspira?

“Minha inspiração depende principalmente do meu humor e momento de vida. Minhas emoções influenciam diretamente em meus trabalhos, seja felicidade ou tristeza, ansiedade ou calma. Além disso, a natureza e o urbano me instigam a criar. Uma paisagem natural, muitas vezes pode ajudar muito numa composição de retrato.”

Quais são seus hobbies?

“Creio que a maior parte dos meus hobbies sejam meio clichês, assistir TV, séries, filmes em casa, sair a bares e etc., mas eu também tenho alguns meio peculiares, gosto de sair pela cidade em busca de novos espaços a serem fotografados e descobertos, gosto de ir em cinemas alternativos para assistir aqueles filmes europeus do século passado, sabe?”

E o que levou você começar a fazer arte?

“Creio que a necessidade de expressar meus sentimentos, de mostrar como eu realmente enxergava uma cena, como eu gostaria que um lugar fosse e etc. Quando mais novo, a minha forma de arte era a literatura com meus poemas, e eles eram minha válvula de escape de toda a realidade que vivi. Conforme fui crescendo, fui notando que eles não eram o bastante para expressar o que eu sentia. Dessa forma, comecei a fotografar, e deste então, a fotografia se tornou a protagonista de toda a arte que faço.”

 

Tem algum recado para os mackenzistas, relacionado a arte?

“Meu recado é simples, artista não é só aquele que tem exposições no MIS, MAC, MASP, artista também é aquele seu colega de classe que você pede pra ser desenhado de graça, fotografado de graça, um slide de graça, uma ilustração de graça e etc.”

Você gosta de tirar mais fotos do quê?

“Não tenho uma área de fotografia que prefiro, gosto de todo tipo de fotos que eu possa colocar a minha identidade pessoal nela, algumas poses, algumas fotos artísticas, jogo de planos e etc., posso dizer que não gosto de algumas, como fotografias sociais e de eventos.”

O que sente quando tira fotos?

“Quando fotografo, sinto liberdade, sinto criatividade, sinto felicidade, sinto emoções que eu caracterizaria como amarelo, laranja e azul.”

E por último, você gostaria de falar mais algo sobre sua arte?

“A minha arte tem ideal de ser acessível. Não quero produzir nada elitizado ou segregado, quero produzir algo que integre as pessoas, que socialize as pessoas, que une as pessoas. A minha arte retrata o meu sentimento e o meu desejo. A minha arte é outono, é calorosa e viva.”

Este slideshow necessita de JavaScript.