Portfólio Lillian Barbieri – Artesanato e Costura

Olá, Mackenzistas! No portfólio de hoje, vocês conhecerão o trabalho de costura da Lillian Barbieri (ou Ryuu para os conhecidos). Essa moça de 22 anos está no oitavo semestre de jornalismo, já entregou o TCC (inclusive vejam a apresentação do seu documentário Firulas, 24/11 na sala 62 do RW às 13h) e faz artesanatos e roupas muito amorzinho. Vamos lá?

 

O triângulo é uma bolsinha multiuso que pode ser encomendada diretamente com a Ryuu.

Para você, o que é arte?

Arte pra mim é uma forma de expressar quem você é, sem limitações, afinal, quem faz é você e primeiramente para você.

 

O que te inspira?

Eu vejo muitos canais no YouTube sobre costura, muitos. Então, posso dizer que as criações alheias são minhas inspirações! Outra coisa que também me ajuda são as vontades da minha mãe de ter coisas funcionais. Ela sempre joga uma ideia no ar e eu preciso sentar e criar algo pra ela.

 

Quais são seus hobbies?

Anágua que a Ryuu fez!

Além da costura, claro, eu gosto de ver série (mas acho que todo mundo hoje em dia faz isso), eu faço parte de uma moda urbana chamada Lolita e também adoro jogar videogame.

 

O que levou você começar a produzir seus artesanatos?

Vendo os canais do YouTube, eu percebi que gostaria muito de conseguir produzir algo assim. Mas tinha um porém, eu não tinha máquina de costura. Mas não é como se isso fosse me impedir de costurar: eu fui lá e fiz uma saia lolita inteira a mão, que é um pouco mais complicada do que uma saia normal. Um pouco depois eu pedi de aniversário uma máquina de costura, e acho que depois que minha mãe viu todo o esforço a mão da outra saia… Ela me deu sem questionar!

 

Tem algum recado para os mackenzistas, relacionados a arte?

Depois de tanto tempo no Mackenzie, eu já vi muita gente talentosa que não vai pra frente por falta de incentivo. Mas foi o que eu disse antes, você faz a arte primeiramente para você. Então ninguém precisa se reprimir porque não gostam do seu trabalho. Você está feliz? Ótimo, então faça o que te deixa ainda mais orgulhoso de si!

 

Vestido também feito pela Ryuu!

Como é o processo de criação dos seus artesanatos?

Minhas coisinhas são criadas a partir de ideias da minha mãe, normalmente. Ela é uma mulher muito prática e quer aplicar isso as coisas dela. Então, ela dá a ideia e eu reproduzo depois de pesquisar como fazer, depois criar os moldes e tal.

 

Você tem planos relacionados ao seu trabalho artístico atual?

Eu tenho o plano de que ele cresça. Ainda me considero uma costureira muito amadora, mas tem gente que aprecia esse tipo de trabalho e incentiva.

 

Teria algum site ou outros meios que queira divulgar também?

Sim! Além dos posts no Facebook, eu tenho uma conta no Instagram: @lil_costura.

Eduarda Ramos

Geminiana até demais pros padrões do signo, fã encubada de indie pop e entusiasta de memes. Diz que não beberá das águas, mas quando vê já está afogada nelas.