Portfólio Laura Pereira: Fotografia

A Faço Arte entrevistou a mackenzista Laura Pereira, 18 anos, aluna do segundo semestre do curso de Publicidade e Propaganda e trouxe com exclusividade seu portfólio fotográfico. Confira abaixo a conversa que tivemos com a aspirante a fotógrafa/publicitária e seus principais “cliques”.

-Você participa de algum projeto ou Empresa Júnior do Mackenzie?

Eu não sei se conta como um projeto, mas eu participo da Aliança Bíblica Universitária do Mackenzie, que é um movimento interdenominacional que tem no Brasil inteiro -e no mundo-  onde jovens universitários se reúnem para estudar juntos sobre a Jesus e a Bíblia! Não participo de nenhuma empresa júnior mas prestei o processo seletivo da Agencia Junior e infelizmente fui até a segunda fase! Mas é isso aí, vida que segue (risos).

-Para você, o que é arte?

Arte pra mim é qualquer forma de expressão. É aquilo que transmite uma mensagem, um sentimento, que faz com que as pessoas que a observam sejam cativadas por ela de alguma forma.

– O que te inspira?

Acho que o que me inspira são os pequenos detalhes. Sempre procuro expressá-los nas minhas fotos, dando-lhes destaque ou apresentando-os por um outro ângulo.

-Quais são seus hobbies?

Meu hobbie favorito é de longe, fotografar! Não importa o aparelho, se tiver uma câmera embutida, eu já estou fotografando (risos).

-E o que levou você começar a fotografar?

Meu pai é um amante da fotografia, então desde bem cedo eu já era incentivada a dar meus próprios cliques, tanto que eu ganhei minha primeira câmera quanto eu tinha 4 anos etenho ela até hoje! (ela é da Barbie e é rosa… um amor!) Eu cresci tirando fotos do que eu via na frente e eu sempre achei muito divertido.

– O que sente quando fotografa?

Quando eu fotografo sinto uma felicidade instantânea e na hora procuro alguém pra mostrar como a foto ficou! É muito prazeroso.

– O que é a fotografia para você?

A fotografia é como se fosse parte de mim, uma característica minha. Eu não consigo imaginar outra coisa que eu faça que seja tão divertido, delicado e cheio de técnicas como a fotografia.

-Como você pretende expressar sua arte fotográfica na sua vida profissional?

A fotografia me ensinou muitas coisas e uma delas foi o ponto de vista diferenciado. Fotografar me ensinou a olhar para o improvável, para aquilo que eu não noto de primeira. Acho que isso vai me ajudar bastante no mercado publicitário, já que temos que criar coisas novas todos os dias e encontrar soluções diferentes e que não sejam tão obvias.

-Tem algum recado para os mackenzistas, relacionado a arte?

Meu recado para os mackenzistas é: invistam em seus hobbies, não importa qual seja! Não os desperdicem. Pratiquem muito. Eles dizem muito sobre quem vocês são. Eles são sua forma de expressão, são sua própria arte.