Alexandre

Portfólio Alexandre Ribeiro Diorio – Fotografia & Arte Digital

Sendo fiel a nossa famosa frase “Uma vez mackenzista, sempre mackenzista”, Alexandre Ribeiro Diorio mostra o quanto evoluiu artisticamente. Após ter se formado em agosto de 2016 no curso de Design do Mackenzie, ele investiu em sua carreira de Designer. Atualmente, com 23 anos, Alexandre é freelancer e ator. E agora, veja a seguir uma entrevista exclusiva com suas produções:

O que é arte para você?

“Arte pra mim é aquilo que você tem de melhor dentro de si, seus dons e qualidades. O que te faz ter inspiração para se destacar e trazer coisas boas pra quem está a sua volta. Então se você gosta de cozinhar, essa é sua arte. Se você gosta de praticar algum esporte, essa é a sua arte. Arte te completa e te faz ser mais livre e feliz. Ajuda a vida ser mais leve longe de toda a alienação e  pressão que estamos cercados nos dias de hoje.”

3

O que te inspira?

“Eu sempre fui muito avulso quando estava na escola desde criança.  Eu não me encaixava em nenhuma matéria ou esporte. Porém, desde a primeira vez que vi o clipe ‘Thriller’ do Michael Jackson minha vida mudou. Logo, me apaixonei por todo esse universo Pop. A partir disso, comecei a procurar referências de danças, músicas, filmes e roupas. Nessa curiosidade toda eu cresci e fui sempre me alimentando por meio de referências da cultura Pop. Ao longo do meu crescimento, eu pude perceber que a minha alegria está em deixar as pessoas mais felizes. Por ser extrovertido e carismático, eu consigo alcançar muitas pessoas. Isso me inspira, aumentando cada vez mais a minha vontade de ter sempre mais amigos e pessoas por perto. Eu levo toda a criatividade que pulsa dentro de mim, com muita música, movimento, cor e diversão para todos.”

1

Quais são seus hobbies?

“O lema da minha vida é uma frase do filme ‘Curtindo a Vida Adoidado’, onde Ferris o personagem principal diz: ‘ A vida passa muito rápido, e se pararmos pra curtir ela de vez em quando , ela passa e a gente nem vê’. Com isso, eu consigo dizer que meus hobbies se resumem em viver a minha vida como se eu fosse um personagem de algum filme dos anos 80. Todo dia precisa ser uma aventura que eu vou lembrar  para o resto da minha vida.”

2

O que levou você a começar a fazer arte? 

“Minha mãe é professora. Ela tentava me ensinar a ler desde cedo para eu aprender antes dos meus colegas de escola. Eu sempre fui um aluno terrível, e para completar, detestava estudar. Até que um dia minha mãe, super estressada, desistiu me dar aula. Ela pegou uma caixa no porão, com vários livros de desenhos antigos de quando ela era adolescente, e assim que ela me ensinou a desenhar, gostei muito. Eu colocava toda minha criatividade nos meus desenhos. Com o tempo, cansei de fazer meus planos só no papel. Eu queria colocá-los em ação, então me envolvi em diversos projetos: apresentações de dança , teatro, onde eu fazia tudo (desde de desenhar o cenário e o figurino, a fazer a coreografia, criar a história e todo o conjunto da obra).” 

4

“A partir disso, vi que ser um artista era a minha praia. Isso se tornou meu sonho e meu objetivo de vida. Os vídeos cômicos expressam meu ponto forte. Fazer as pessoas rirem de mim é algo que consigo fazer de uma forma leve e natural, portanto criei um formato curto de vídeos de comédia dos que eu gosto de assistir. Estou me divertindo demais fazendo isso. Hoje estou na luta para que esses vídeos tenham mais reconhecimento e me ajudem a conseguir fazer coisas maiores.”

Tem algum recado para os mackenzistas, relacionado à arte?

“Mackenzista, envolva-se com a arte que existe dentro de você e liberte-se! Siga seu coração! Todos nós temos algo de especial dentro da gente e não podemos nunca deixar isso passar. Precisamos nos deixar inspirar e ser feliz. Faça aquilo que te faz bem, que tenha a sua cara e sempre se divirta com o que gosta de fazer. A vida está aí para gente fazer ela ser boa.”

5

Você participa/participou de algum projeto e/ou Agência/Empresa Júnior do Mackenzie?

“Nunca participei de nenhum projeto. No meu tempo de faculdade, por ser bem atentado e cara de pau, acabei fazendo amizades em quase todos os períodos. Desse modo, conheci muita gente, grande parte delas trabalhava na Empresa Júnior de Design. Um amigo, participante da Júnior, me contou que o pessoal de lá assistiu um vídeo meu. Todos deram muita risada e se divertiram bastante, ou seja, meu objetivo foi concluído, pois fiz pessoas darem risada.” 


Como o próprio Alexandre já disse, ele ama fazer as pessoas darem risada. Mas será que ele consegue fazer você rir? Dê o play:


ale-portfa

Acompanhe as produções de Alexandre: Behance, Youtube, Spotify e Facebook.

Instagram e Snapchat: @alexandrediorio

E-mail: alexandrerdiorio@gmail.com