Passagem para o amadurecimento

Pedro Braga, 20, aluno do segundo semestre de jornalismo, conta um pouco de sua experiência morando fora do Brasil. Ele apresenta fatos que mudaram totalmente sua perspectiva de estudo, além de aumentar seu amadurecimento para a vida adulta.

(crédito: Pedro Braga)
                         Pedro Braga
Ao terminar a escola Pedro decidiu estudar fora do país, para tornar essa vontade tangível ele contratou uma agência de intercâmbio com uma proposta diferente. O estudante conta que contratou a empresa para que ela o  ajudasse  a aplicar suas notas, escolares e de seu curso de idiomas, para conseguir entrar em na universidade norte americana Santa Rosa Junior College.
(crédito: Pedro Braga)
                                  Pedro na Universidade

Pedro gostaria entrar para o time de futebol da universidade, então junto com suas notas enviou alguns vídeos jogando.

Ao ser aprovado no curo de business administration o estudante arrumou suas bagagens e partiu rumo a um novo horizonte. Pedro conta que a cidade na qual morou, Santa Rosa, era praiana e perto da grande metrópole São Francisco.

Durante o curso, o jovem começou a notar que não estava gostando da área escolhida. Por outro lado Pedro gostou muito de fazer parte do time, que participou de campeonatos ao redor do estado.

(crédito: Pedro Braga)
  Pedro e seu amigo no time da universidade

Porém, os donos da casa que o jovem morava, com mais cinco amigos de outras nacionalidades, os notificaram que eles deveriam buscar outro lugar para morar. Mesmo o sendo um fato negativo, Pedro afirma que aprendeu muito com essa experiência, porque ele e seus demais colegas tiveram de buscar uma nova casa “Eu tive que fazer tudo isso em outra língua e em um lugar novo”.

Após um intervalo nos estudos, para o natal, o estudante voltou para a universidade com profundas mudanças. Ele havia mudado de curso e não fazia mais parte do time de futebol, pois gostaria de trabalhar. Pedro então iniciou, no segundo semestre, o curso de jornalismo e trabalhava como dishwasher (lavador de pratos).

O jovem conta que seu segundo semestre foi totalmente diferente.  Agora havia encontrado sua vocação e com seu salário, começou a viajar para lugares como praias, atrações turísticas e outras cidades. Ao final do semestre o jovem decidiu voltar para o Brasil e dar seguimento aos estudos aqui. “Foi uma experiência muito boa, porque eu tive que me inserir em um novo contexto, em uma nova vida”.

(credito: Pedro Braga)
Pedro na Golden Gate Bridge

Conheça também a experiência da Mariana, também estudante de Jornalismo. A aluna foi para Romênia! Clique aqui.

 texto por: Guilherme Porrino