Oscar Oiwa na Japan House

Oscar Oiwa na Japan House

Mostra artística com uma fusão cultural

Paraíso criativo em de telas em tinta a óleo e cenário 360°

Para os alunos do Mackenzie e outros interessados, desde o dia 3 de abril está em cartaz na Japan House São Paulo, na Avenida Paulista, qual fica próximo à faculdade, uma incrível exposição de Oscar Oiwa. Com entrada gratuita, a mostra ‘Oscar Oiwa no Paraíso – Desenhando o efêmero’ reúne 3 telas, The Dream of the Sleeping World (2009), After Midnight (2010) e Invisible Sea (2010), e um desenho em 360 graus de uma paisagem projetada pelo artista dentro de um balão inflável em material vinílico.

Cenário 360° na MOSTRA Oscar Oiwa- Japan House

 

Primeiramente, Oscar Oiwa (São Paulo- 1965) é um pintor, escultor, designer de móveis e jóias e também arquiteto formado na FAU-USP em 1989. Participou da 21° Bienal de Arte de São Paulo ( 1991) e na mesma época foi morar em Tóquio, onde viveu por 11 anos e consolidou seu estilo estético.

Em segundo lugar, o fato do artista ter migrado para o Japão, e possuir ter intensas influências dessa civilização no seu trabalho, demonstra uma forte ligação entre as duas culturas, brasileira e japonesa. Ainda mais, isso para a entidade artística de São Paulo é algo simbólico em vista a comemoração de 110 anos da imigração japonesa no Brasil, segundo a Diretora Cultural Da JAPAN HOUSE, Natasha Barzaghi Geenen.

Oscar Oiwa na Japan House

No entanto, ele é um grande especialista em pintura a óleo e possui obras em vários acervos importantes pelo mundo. Entre eles: The National Museum of Modern Art, Tokyo; Museum of Contemporary Art, Tokyo; Phoenix Museum of Art, Prince Albert II of Monaco Foundation.

oscar-oiwa-pintura-oleo-globalizacao-dionisio-arte (7)

oscar-oiwa-pintura-oleo-globalizacao-dionisio-arte (9)oscar-oiwa-pintura-oleo-globalizacao-dionisio-arte (26)

A exposição do artista ficará no centro cultural japonês até o dia 3 de julho, portanto, não percam a oportunidade de conhecer e sentir pessoalmente a experiência criativa e singular que as obras são capazes de produzir.

    • Data

03.04.2018―03.06.2018

    • Terça a sábado

10h às 22h

    • Domingos e feriados

10h às 18h

  • Entrada gratuita

 

Texto por: Bettina Mendieta Reis