Timbres Diversos – Dia Mundial da Voz

Ela é capaz de tudo. Com a dicção certa, te convence dos mais absurdos posicionamentos. Com o volume certo consegue formar e parar multidões. Por meio do rádio ela te informa, te diverte, te convence, te trai, te compra.

Ela é única. Não existe outra igual a ela no mundo, cada um tem a sua, mas muitos não sabem como usá-la. Se muito baixa, não se escuta, e não se valida. Se muito alta, pode surdar o outro, e perder sua validez.

Ela é importante. Por meio dela os mais diversos efeitos são alcançados. Com ela se consegue denunciar, gritar por justiça, pedir por mudanças, calar o desrespeito. Assim como ela consegue acalmar, tranquilizar, harmonizar e trazer paz ao caos.

Ela é atemporal. Existe no mundo desde quando a escrita ainda era algo inimaginável. Criou suas marcas no tempo. Em forma de melodias, de All You Need is Love à Thriller. Ou até na forma de discursos, de Gandhi à Hitler.

Ela é empoderamento. Com os gritos por direitos iguais em plena Avenida Paulista. Com os “não” ditos em alto e bom tom. Também vem por meio de um tom de consolo quando necessário e de raiva quando preciso. Ela é o disque 180.

E ela é, mais do que tudo, para ser ouvida. Afinal, seu timbre é capaz de mudar consciências e revolucionar épocas. E cada voz traz consigo milhares de histórias, merecendo ser atendidas.

 

Quer ler mais textos literários? Vem dar uma olhada nessa nova poesia!