O Sol e A Lua

O Sol e A Lua

Me desculpa se eu não consigo dizer o óbvio
Nem mostrar o sutil
É que eu prefiro decifrar seus gestos
Pra não saltar antes da queda

Porque já tive dois joelhos ralados e um coração partido
E mesmo andando na calçada
Há sempre o risco de tropeçar numa pedra
Ou chegar a um oásis

Mas eu não quero um guia
Quero só seguir os mapas enquanto escolho os destinos
Das viagens que farei depois de velha
E das pegadas que ficaram pelo caminho

Quero alguém pra cantar meu verso
Como uma segunda voz, lado a lado
Meus passos ao nada são como o vento na areia
Sem deixarmos de ser o sol e a lua

Auringonpimennys290306
Foto: Wikimedia Commons