O frio do outono

Restam-se galhos

As folhas já caíram

Resta-se caos

Os amores acabaram

 

Não era um furacão

Era apenas uma ventania

Que destruiu a compaixão

Onde havia poesia

 

O tronco não aguentou

A heresia foi demais

Coração adoeceu

Enquanto a árvore buscava sinais

 

Para florescer de novo, era necessário tempo

Outra estação, outro momento

A semente ainda estava lá

Agora era só esperar o outono passar…


Foto: Instagram – @juliamcadete