O dia do Seu Radialista

Uma profissão antiga, mas até hoje muito importante para a sociedade. O radialista é o seu amigo do dia-a-dia. Seja em casa, no trabalho, no trânsito, em qualquer lugar, ele estará com você. Já foi o principal meio de comunicação. Hoje perde um pouco para apresentadores da TV e meios digitais, porém permanece ativo e com sua devida importância, principalmente nos carros ao redor do Brasil.

Hoje a linguagem é um pouco diferente, predominantemente com músicas. Porém há ainda programas esportivos e narrações de jogos de  futebol, o primeiro foi Nicolau Tuma nos anos 1930. Jorge Curi narrou 9 Copas do Mundo e entrou para a história do rádio esportivo. Depois de Curi foi a vez de Waldir Amaral, famoso pelos bordões criados. Fiori Gigliotti ultrapassou Curi, narrando 10 Copas do Mundo. Há diversos radialistas importantes, mas não podemos deixar de falar o nome José Silvério, narrou todas as Copas desde 1978. Boas narrações de rádio realmente emocionam qualquer ouvinte.

Radialista Carlos Lacerda
Radialista Carlos Lacerda

O rádio teve grande papel político, como por exemplo Carlos Lacerda nos anos 1950, que utilizava muito o rádio para criticar o então presidente Getúlio Vargas. Teve o programa Repórter Esso, que hoje da nome ao principal prêmio de jornalismo brasileiro (Prêmio Esso de  Jornalismo), cujo principal apresentador foi Heron Domingues. O slogan do programa que marcou a todos era “Testemunha Ocular da História”. A última edição do Repórter Esso no rádio ficou muito famosa pela emoção do locutor Roberto Figueiredo. Ouça abaixo.

Futuro do rádio

O rádio digital está chegando. Já temos web rádio, como a rádio Mackenzie, inclusive com programas produzidos pelos alunos do curso de jornalismo, como o Arquibancada Mack, programa de segunda a sexta sobre esportes. Apesar de alguns boatos, n ão há ameaças do fim do rádio em um futuro próximo. Mesmo com novas tecnologias, o rádio tem uma característica única e importante para grande parte do povo. Parabéns radialista, pelo seu dia!