Novas Modalidades Tóquio 2020

Como todos sabem, as Olímpiadas  no Brasil chegaram ao fim faz 5 dias, após uma bela cerimônia de encerramento no Maracanã. E quando acaba uma, todo o foco já se volta para a próxima edição, que vai acontecer em Tóquio daqui 4 anos (2020). E em todas as edições existem negociações para a saída de alguns esportes e/ou adicionar novas modalidades. O processo de inclusão funciona da seguinte forma, abre o processo seletivo. As federações dos esportes se inscrevem e esperam o Comitê Olímpico decidir se o esporte entra ou não em determinada edição, não tendo garantias que o esporte continuará entre as modalidades esportivas dos jogos. Para Tóquio 2020 ocorreram 200 inscrições e o acréscimo de 5 modalidades.

As 5 modalidades inclusas foram, surfe, skate, escalada, caratê e beisebol/softbol (versão feminina do beisebol). O argumento geral para a entrada destes esportes, é a busca pelo aumento da audiência jovem. E também a entrada do caratê e beisebol se deu, devido a tradição que o país sede (Japão), possui nos dois esportes, que atrairá mais audiência dos japoneses e também patrocínio. Quem se deu bem foi o Brasil, que possui os últimos 2 campeões mundiais de surfe, Medina e Mineirinho. No skate temos uma tradição enorme com diversos títulos mundiais conquistados e no caratê temos Douglas Brose, bi campeão mundial e dono de diversos títulos.

Gabriel Medina
Gabriel Medina

Os jogos paralímpicos 2020, não tiveram mudanças , pois nenhuma modalidade fora adicionada. O número de esportes na Rio 2016 foi 28, pois houve a adição do golfe e rugby (de sete). Para a próxima edição, teremos 33 modalidades, um recorde desde o inicio dos jogos. Serão mais de 400 atletas disputando 18 medalhas “novas”.   Portanto o Brasil tem grandes chances de superar o desempenho da Rio 2016, agora só nos resta esperar 4 anos. Que comece a contagem regressiva. Faltam 1403 dias para Tóquio 2020.

logo-tokio

Charles Hoedemaker Pires Galvão

Amante dos esportes. Acredito que autoconfiança é tudo…