Música combina com Jornalismo

Natália Pádua, 19 anos, fala um pouco sobre sua relação com a música. Nascida no interior de São Paulo, na cidade de Barretos. Ela diz ter escolhido estudar no Mackenzie pela infraestrutura e pelo posicionamento do curso de Jornalismo no mercado de trabalho. “O fato de ter me mudado do interior me fez crescer muito”, afirma.

A mackenzista toca violão, ukulele e guitarra, além de entender de outros instrumentos, como baixo, bateria e cajón. “Minha família sempre me influenciou a ser musicista, mas acabei optando pelo Jornalismo”, conta. Desde os 2 anos já se interessava por instrumentos musicais e com 6 anos de idade ganhou um violão, foi quando iniciou as aulas de música. “Faz 12 anos que toco instrumentos musicais e sou apaixonada por isso”, afirma.

Tem como hobbies ler, escrever, tocar violão, assistir séries e escrever poemas e já compôs 2 músicas. “Quando eu estava no 7º ano, eu criei uma banda no meu colégio. Todos os participantes eram da minha sala. Tinha 3 guitarristas, 1 violonista, 1 baixista e instrumentos de percussão”, conta. A banda era contratada para tocar em quermesses, eventos do colégio e até mesmo em praças públicas.

“Meu senso de humor e sempre tentar ver o lado positivo das coisas me torna uma pessoa diferente”, afirma. Por ser muito fã da banda 21 Pilots, tem como frase favorita um verso de uma música deles: “The sun will rise and we will try again”. Ela tem como objetivo de vida ser assessora de imprensa e, por isso, cursa Jornalismo.

Sobre as conquistas de sua vida, ela conta que dentre elas estão ter ido a Disney, mudar-se para São Paulo e entrar para o time de handball na atlética do Mackenzie. “No mundo falta muito amor, inclusive o amor próprio. Eu gostaria de ajudar as pessoas a encontrar o amor”, diz.