NA ESTANTE: MODA – UMA FILOSOFIA

Hoje trouxe para vocês o livro de Lars Svendsen “Moda – Uma filosofia”, como estou desenvolvendo minha Iniciação Científica  foi de grande utilidade essa indicação que recebi (aliás, se você puder recomendo que faça IC, é uma ótima experiência que vai te proporcionar conhecimento e até mesmo vantagens dentro do mercado de trabalho). A obra é para aqueles mackenzistas que desejam aprender sobre a moda que vai além das tendências e dos valores estéticos. Trata-se de uma análise por um ângulo diferente, seu objetivo é investigar filosoficamente a sua importância para a formação da identidade e conceituar as suas representações e afirmações, portanto, o tema é o estudo do discurso de moda.

Os capítulos podem ser lidos de maneira independente, eles abrangem sobre diversas áreas que a moda está relacionada e isto será refletido no conteúdo do livro que fala a respeito do vestuário, corpo, consumo, identidade e arte. Embora a moda esteja presente nos diferentes campos em que a preferência e opinião são importantes como: arquitetura, música, poesia e influencie até mesmo contextos sociais, o vestuário será o foco.

O processo de democratização da moda será amplamente discutido. A produção em massa proporcionou que o acesso não fosse mais restrito apenas a um grupo de pessoas influentes, assim, a alta costura hoje não tem mais condições de dizer o que é in e o que é out. Svendsen chega a fazer uma citação do filósofo francês Gilles Lipovetsky “Após o sistema monopolista e aristocrático da alta costura, a moda chegou ao pluralismo democrático das etiquetas.”, ou seja, ela se tornou mais democrática, porém não igualitária.

Não havendo um estilo dominante que deva ser incorporado por toda sociedade, a moda se descontextualiza e recontextualiza voltando atenção para sua própria reciclagem, e os seus ciclos de produção cada vez rápidos manifestam uma concepção mais complexa do eu.

Espero que tenha gostado. Se você ficou curioso para fazer essa leitura o livro está disponível na Biblioteca da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (prédio nove).

 

Thaina Fernandes

Vejo a moda como expressão da nossa identidade e individualidade, seu significado vai além do superficial. Acredito em seu poder social de empoderamento e representatividade, como disse Karl Lagerfeld “Sou uma pessoa da moda e a moda não é somente sobre roupas… É sobre todos os tipos de mudança”.