Libertadores: desempenho dos times brasileiros na terceira rodada da fase de grupos

Nesta semana ocorreu a terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores 2019, e vários times brasileiros entraram em campo pela competição

O primeiro a jogar foi o Palmeiras, que foi até Buenos Aires enfrentar a equipe do San Lorenzo. Em jogo de pouca inspiração dos dois lados, a equipe da casa se deu melhor e venceu por 1 x 0. O péssimo futebol mostrado pelo time de Felipão custou a liderança do grupo. A equipe palmeirense até entrou bem na partida, tocando bem a bola e chegando à assustar o San Lorenzo com uma bela bola na trave depois de uma bicicleta de Moisés. Após um primeiro tempo morno, o San Lorenzo voltou melhor para o segundo, e logo aos 6 minutos, o lateral Marcelo Herrera aproveitou o espaço dado por Antônio Carlos e acertou um belo chute. O Palmeiras não teve poder de reação depois do gol sofrido e mesmo com as entradas de Felipe Melo, Rafhael Veiga e Lucas Lima, o time mal assustou o adversário. Sem volume de jogo e com pouca criatividade, as melhores chances de alcançar o empate foram através de arremessos laterais cobrados para área.

“Não fizemos um jogo normal. Isso nos custou caro. Faltou profundidade, trabalhar bem essa bola no meio para frente. Não foi o Palmeiras que eu gosto não”, declarou Felipão em entrevista à Gazeta Esportiva.

Mas a noite de terça-feira não foi somente de tristeza para os times brasileiros. O Athletico-Paranaense recebeu o temido Boca Juniors em casa e jogou uma bela partida. Demonstrando um futebol vistoso, a equipe de Tiago Nunes venceu por 3 x 0. O time paranaense teve um grande volume de jogo, forçando o goleiro Andrada a realizar 6 defesas, enquanto o goleiro Santos não foi muito exigido pela equipe do Boca. O grande destaque da partida foi o argentino Marco Ruben que marcou os 3 gols do jogo. Além dele, o lateral Renan Lodi também foi um dos destaques.

Com esse resultado, a equipe brasileira soma duas vitórias e uma derrota na fase de grupos e assumiu a liderança do grupo G.

Na noite de quarta- eira os torcedores do Internacional lotaram o Estádio Beira-Rio. 47.012 colorados foram apoiar o time contra o atual campeão River Plate. No primeiro tempo Nico Lopez e Edenílson marcaram para o colorado e fizeram o Inter ir para o vestiário com um resultado tranquilo.

Mas com a entrada do meio campo Nicolas De La Cruz a equipe argentina cresceu no jogo. Após cobrança de falta a bola bateu na mão de Edenílson e foi marcado o pênalti,que o atacante Lucas Pratto bateu e diminuiu para o River. Pouco tempo depois o uruguaio De La Cruz bateu uma bela falta e empatou a partida.

Com o empate a equipe brasileira manteve a liderança e o River continua sem vencer na competição, foram 3 empates e com isso está em terceiro lugar no grupo, atrás do Palestino.

Ao contrário do Inter, o Atlético Mineiro fez péssimo primeiro tempo e foi ao vestiário perdendo de 2 x 0 para o Zamora – VEN.  O time venezuelano aproveitou a desatenção do Galo e colocou ainda mais pressão na equipe brasileira, que saiu vaiada para o intervalo.

Mas no segundo tempo, tudo mudou. Empurrado pelo Mineirão lotado, logo aos 5 minutos, o atacante Maicon Bolt diminuiu para os atleticanos e aos 26, o atacante Vinícius empatou a partida. Após  pênalti marcado para o Galo em jogada de Ricardo Oliveira, o lateral Fábio Santos deslocou o goleiro e virou o jogo para o Atlético.

Com o resultado, o Atlético Mineiro consegue sua primeira vitória e mantém vivo o sonho de se classificar para as oitavas de final da Libertadores, a equipe tem 3 pontos e está atrás de Nacional- URU (9) e do Cerro Porteño (6).

O melhor brasileiro da competição segue sendo o Cruzeiro que teve um jogo difícil no Equador contra o Emelec mas manteve os 100% de aproveitamento. Com um belo gol de Rodriguinho venceu por 1 x 0.

Mostrando um futebol consistente, a equipe celeste não sofreu pressão dos donos da casa e chegou a marcar com Rodriguinho mas o jogador estava em posição de impedimento, na segunda oportunidade Rodriguinho não desperdiçou e marcou novamente mas dessa vez o gol foi validado. Com 3 vitórias em 3 jogos sendo 2 delas fora de casa, o Cruzeiro encaminha sua classificação e a cada jogo mostra que está preparado para ir longe na Copa Libertadores 2019.

O brasileiro em pior situação é o Grêmio que enfrenta hoje o Universidade Católica, no Chile. Com apenas um ponto, o time de Renato Gaúcho não pode perder senão complicará demais a sua vida na competição. O time deve entrar em campo com : Paulo Victor, Leonardo Gomes, Geromel, Kannerman e Cortez, Michel e Maicon, Alisson, Luan, Éverton e André.

Para Pedro Paulo Ambrósio, estudante de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, “A equipe do Cruzeiro é quem está jogando o melhor futebol do país e além disso tem um time recheado de bons jogadores, entre eles : o goleiro Fábio, o meia Rodriguinho e o centroavante Fred, para mim é um dos favoritos ao título da Libertadores”, declarou.

TEXTO POR: JOÃO PEDRO SALLES