Mudar o mundo a partir de você

Perfil de José Henrique

José Henrique tem 19 anos, cursa o quarto semestre de publicidade e propaganda e é um dos membros da editoria Faço Arte da Redação Virtual.

Seu interesse por publicidade surgiu no ensino médio, durante apresentações dos trabalhos de escola. “Eu falava bem na frente, editava os vídeos. Falei “gostei disso, vou procurar uma profissão que tenha a ver”. Escolhi PP, vi que tinha bastante a ver, e prestei para todas as faculdades possíveis. De todas que eu pesquisei, [o Mackenzie] foi com a qual eu mais me identifiquei.

Mas o trajeto até o curso não foi tão certo quanto parece. Antes de estudar no Mackenzie, o estudante passou por um caminho que, segundo ele, foi guiado pela sorte.  Começou quando José fez, despretensiosamente, uma prova para entrar no colégio técnico em que se formou, lá uma das professoras sugeriu que ele fizesse uma entrevista de emprego em um banco.

Tinha um monte de pessoa de gravata, palitó e eu tava super normal, com minha roupa assim, boné… pensei “jamais vou conseguir passar aqui” e eu também consegui passar lá e trabalhar por dois anos.”

“Aqui no Mackenzie também, eu não esperava passar aqui. Já tinha até entrado em outra faculdade, lá em Atibaia mesmo que não é muito conhecida”, nos conta o aluno.

“Eu estava fazendo RH, que não tem nada a ver comigo, já estava definindo minha vida praticamente, trabalhar naquilo pelo menos por algum tempo, aí, inesperadamente, eu passei na segunda chamada aqui e não pensei duas vezes para vir pra cá.

Embora seja um dos recentes ganhadores da Caneca (prêmio do curso de Publicidade e Propaganda) e tenha participado de campeonatos de futebol quando mais novo, quando perguntado sobre sua melhor experiência na vida, o estudante preferiu valorizar os amigos: “Os amigos que eu fiz no ensino médio foram pessoas que me ajudaram muito a construir a pessoa que eu sou hoje.”

“Para você mudar o mundo precisa partir de você. Eu gosto muito desses vídeos virais em que uma pessoa ajuda a outra e a outra ajuda outra pessoa. Eu acho que o mundo é muito assim, a vida é em cadeia.”

Escrito por Maria Clara Lucci

Foto por Maria Clara Lucci