Jornalismo 20 Anos

O curso de Jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie completa, em 2020, vinte anos de existência. Ao longo de duas décadas, a universidade formou grandes comunicadores que hoje carregam a responsabilidade de levar informação confiável e com credibilidade, sempre com muita ética e precisão, para toda a sociedade.

As aulas iniciais para a primeira turma de jornalismo aconteceram em 2000. “O curso foi amadurecendo ao longo dessas duas décadas”, diz o professor André Santoro, atual coordenador. Santoro ingressou no Mackenzie em 2003 e, desde então, acompanha de perto este amadurecimento: “muitas disciplinas atuais não existiam até 5 ou 10 anos atrás. Temos adaptado frequentemente o nosso curso às exigências do mercado.”

Denise Paiero e Vanderlei Dias são professores do curso, já foram coordenadores e participaram da organização deste evento. “Tenho muito orgulho por já ter participado da formação de tantas pessoas que vão fazer muita diferença para o mundo”, diz Denise. Para a professora, entre tantas outras profissões, o jornalismo é uma das que podem acabar salvando vidas, “quando combate fake News, quando traz informação verdadeira sobre saúde, quando ajuda a diminuir o preconceito, quando chama a atenção para as coisas que estão erradas, como a violência”.

Para o professor Vanderlei Dias, a responsabilidade do jornalista com a informação é fundamental e a profissão encantadora: “Apesar dos problemas que a gente acompanha em relação ao jornalismo, as críticas, as fake news, eu acho que é uma profissão encantadora, uma profissão que traz muito orgulho para quem a exerce.

Segundo o diretor do Centro de Comunicação e Letras (CCL), professor Marcos Nepomuceno, é muito bom ver o curso de jornalismo alcançar a sua segunda década de existência no Mackenzie, um curso que nasceu já inserido em um mundo em profunda transformação, especialmente em relação aos processos comunicacionais de nossas sociedades.

ACOMPANHE ON-LINE!
Você pode participar, em tempo real, nas salas de abertura e encerramento, e também seguir a cobertura completa pelas redes sociais: Facebook e Instagram (@mackjornalismo)

Veja os convidados e a programação:

Mesa 1 – Economia

27/10 – 9h-10h45

A especialização do jornalista na economia, o uso de uma linguagem clara e precisa para tornar o tema acessível para o público; os cenários e as tendências; a cobertura econômica feita no Brasil, o mercado de trabalho e o uso da internet como ferramenta de aperfeiçoamento da área. (Professores Mediadores: Hugo Harris e Fernando Moraes)

Mesa 2 – Moda

27/10 – 9h-10h45

A atuação jornalística no mercado da moda e as várias possibilidades de trabalho, seja como analista, repórter, editor ou produtor; o jornalismo de moda em blogs, revistas, sites, TVs, rádios etc; as possibilidades apresentadas pelos meios digitais; a formação cultural, as redes sociais e as peculiaridades da área. (Professores Mediadores: Patrícia Paixão e Lenize Villaça)

Mesa 3 – Futuro do Jornalismo

27/10 – 11h-13h

O jornalismo num mundo em que o profissional da notícia não é mais o único que define o que será noticiado; o compartilhamento das informações por pessoas das mais diversas profissões; o surgimento de criadores de conteúdo; as alternativas para a profissão; o jornalista como empreendedor; as possibilidades de novos modelos de negócios, além das tradicionais redações; a junção das diversas habilidades que o jornalismo permite; o uso de dados; a multifuncionalidade da profissão e os novos caminhos a se tomar, mantendo a responsabilidade de se contar uma boa história com ética.(Professores Mediadores: André Santoro e Denise Paiero)

Mesa 4 – Esportes

27/10 – 13h30-15h15

O mercado para o jornalista esportivo, um dos segmentos mais pretendidos pelos estudantes de jornalismo; as diversas possibilidades de trabalho; os diferentes tipos de cobertura; a importância de uma formação ampla, em diversas áreas, além do conhecimento esportivo. (Professores Mediadores: Manoel Nascimento e Marcelo Lopes)

Mesa 5 – Política

27/10 – 13h30-15h15

O desafio do jornalismo político num momento em que atores políticos, indispensáveis para a cobertura jornalística, procuram descredibilizá-la; os protagonistas políticos; os desafios e as dificuldades da profissão; a relação entre o jornalista e o assessor e o interesse do público na notícia política. (Professores Mediadores: Carlos Sandano e Vanessa Souza)

Mesa 6 – Documentário

27/10 – 15h30-17h15

O documentário como produção jornalística; a relação entre a “objetividade” jornalística e a “subjetividade” ficcional; o mercado de trabalho; como encontrar e contar uma boa história; as facilidades da produção digital; as alternativas para além do cinema, o documentário “corporativo” e o storytelling. (Professores Mediadores: Daniel de Thomaz e Vinicius Prates)

Mesa 7 – Comunicação Corporativa

27/10 – 15h30-17h15

A comunicação corporativa como uma alternativa para o profissional de jornalismo; a construção da imagem, da identidade e da reputação de uma marca; o relacionamento com os diversos tipos de comunicação; o planejamento institucional e as possibilidades de atuação. (Professores Mediadores: José Trigo e Anderson Gurgel)

Mesa 8 – Cultura e Entretenimento

28/10 – 9h-10h45

O jornalismo cultural e o jornalismo de entretenimento: uma relação tênue; o jornalismo e o merchandising cultural; o papel da crítica; as áreas de atuação para o jornalista; a importância da internet e das redes sociais para a cobertura cultural. (Professores Mediadores: Arnaldo Lorençato e Lenize Villaça)

Mesa 9 – Assessoria de Comunicação

28/10 – 9h-10h45

Tendências em Assessoria de Comunicação; gerenciamento de crise de imagem e reputação; o relacionamento entre o assessor e a imprensa; as áreas de atuação; o mercado de trabalho e a formação do profissional. (Professores Mediadores: Fernando Pereira e Daniel de Thomaz)

Mesa 10 – Comunicação Digital

28/10 – 11h-12h45

Os caminhos para o jornalismo on-line ou ciberjornalismo; o hibridismo na comunicação; uma nova estratégia de comunicação não só para o jornalismo, mas também para empresas; os modelos e tendências; a internet como plataforma multimídia e o mercado de trabalho. (Professores Mediadores: Paulo Ranieri e Vinicius Prates)

Mesa 11 – Grande Reportagem

28/10 -11h-12h45

A grande reportagem como alternativa para o hard news; a apuração com um olhar diferenciado sobre o assunto; o aprofundamento da pauta e o cuidado com o texto; o investimento e o tempo de pesquisa; a publicação além do impresso; as alternativas para o jornalista fora dos meios tradicionais. (Professores Mediadores: Hugo Harris e Patrícia Paixão)

Mesa 12 – Audiojornalismo

28/10 -13h30-15h15

A inovação nas transmissões radiofônicas, adequando-se aos novos tempos; a importância do rádio, um veículo que se renova e se adapta às novas tecnologias; o rádio com imagens pela internet; a prestação de serviços; os podcasts ocupando um espaço cada vez maior e conquistando um público antes refratário ao áudio. (Professores Mediadores: Anderson Gurgel e Márcia Detoni)

Mesa 13 – Telejornalismo

28/10 -13h30-15h15

O telejornalismo como a principal forma de informação do público; a relação com a internet; as adaptações em tempos de pandemia; sua função como prestador de serviços; o sensacionalismo na busca pela audiência; um telejornalismo mais analítico e hard news; a luta pela audiência e a credibilidade da notícia. (Professores Mediadores: Daniel de Thomaz e Manoel Nascimento)

Mesa 14 – Democracia e Jornalismo

28/10 -16h-17h45

A importância do jornalismo em tempos de fake news e da rapidez da informação; o jornalismo na luta pelos direitos humanos e na defesa das minorias; parcialidade x imparcialidade: a militância jornalística; informação x opinião; o papel dos grandes veículos e o espaço para um jornalismo independente; os ataques sistemáticos à imprensa no Brasil e no mundo; o compromisso com o público, com a verdade e com a defesa da democracia; os desafios do exercício diário da profissão, mantendo a responsabilidade social; num mundo conectado onde as notícias circulam independentemente de um “mediador”, vale a pena ser jornalista? (Professores Mediadores: André Santoro e Vanderlei Dias)

ORGANIZAÇÃO: André Santoro, Denise Paiero, Gabriel Rodrigues, Márcio Ribeiro, Manoel Nascimento, Paulo Ranieri, Vanderlei Dias.

PRODUÇÃO: Alexandre Melo, Camila Raad, Carol Gomes, Eduardo Brollo, Fernando Recchia, Gabrielle Mantovani, Giovanna Domiciano, Hellen Oliveira, Júlia Santos, Júlia de Lima, Lucas Taveira, Manuela Miranda, Maria Luiza Priori, Marina Genaro, Patrícia Vilas Boas, Pietra Nagib Minhon, Thayna Batista, Ton Bruno, Vitória Campos.