Inuit: Os First Nations canadenses

Quando crianças, vemos muitas histórias sobre o que aprendemos a chamar de esquimós, principalmente pelos desenhos animados. Porém,  a não ser que você tenha se deparado com algumas produções documentais que trate deles, não sabemos muito sobre sua cultura, costumes ou onde eles vivem.

No Canadá, na Groelândia e no Alasca, há um povo nativo que se denomina Inuit. Eles preferem ser chamados assim, já que é uma palavra da sua língua, o inuktitut, que significa “povo”. Esquimó significa “comedor de carne crua” e é considerado um termo vulgar e pejorativo.

Eles foram o último povo nativo a chegar nas Américas e suas origens datam de pelo menos 4 mil anos atrás. Os Inuit apresentam uma relação muito harmoniosa com o ambiente em que vivem, além de possuírem um vasto conhecimento sobre ele. Para eles, os animais, as plantas, a terra e os seres humanos devem ser tratados com respeito.

Os ensinamentos a respeito de seu meio são passados de geração a geração. A família é a base da cultura Inuit. Eles apreciam muito o trabalho de cooperação e o ato de compartilharem o que possuem com o próximo.

Mesmo com muitas interferências externas, o povo nativo conseguiu manter sua cultura. O idioma, por exemplo, não se perdeu e faz parte do currículo escolar.

Até o início do século passado, os Inuit acreditavam que a terra pertencia a todos os povos e que eles não pertenciam a ninguém. Eles recebiam poucas visitas, as quais eram de caráter missionário e o visitante ia acompanhado por uma pessoa da polícia.

Foi a partir de 1950 que o governo canadense resolveu tomar uma atitude e assumir responsabilidade pelos Inuit. Os Inuit foram reconhecidos como First Nations (primeira nação) e como parte do povo canadense. Médicos começaram a ser enviados, houve a promoção de escolas e a tentativa de atenderem às necessidades do povo nativo.

Hoje em dia as comunidades Inuit são governadas por conselhos municipais eleitos. Estes conselhos cuidam de assuntos como saúde e educação e também de assuntos como a pesca e a caça. As escolas Inuit têm uma educação moderna e de acordo com as necessidades do povo nativo. Eles possuem matérias culturais como o ensino do seu idioma inuktitut.

O povo Inuit atua em diversas áreas como mineração, construção, indústria petrolífera, governo e a maioria ainda complementa a renda com a caça. O turismo também tem forte papel na economia. Eles trabalham como guias turísticos, como hospedeiros e ainda vendem a arte local e manual realizada por eles como entalhes, gravuras e esculturas.

Para quem se interessar, em 1922, Robert Flaherty fez um filme intitulado Nanook, O Esquimó (Nanook of the North) que foi um marco para o cinema e para filmes com caráter documental. Mesmo tendo sido realizado há quase um século atrás, o filme ainda é muito interessante para o conhecimento e entendimento da cultura desse povo nativo e é uma aula para quem quer se aventurar no universo do cinema.

O filme está disponível no Youtube, basta clicar aqui.