Iniciativas sustentáveis no mundo da moda

Sustentabilidade é a palavra da vez no universo da moda. Consumir conscientemente não significa apenas pensar nas peças depois que chegam às prateleiras. Um novo significado de consumo vêm ganhando poder nas falas e coleções de estilistas, e também na produção de roupas e bolsas. A preocupação com a natureza se mostra cada vez mais presente nos valores de marcas fashionistas. Neste post você encontra algumas iniciativas sustentáveis.

Produzir menos lixo, gastar menos recursos naturais (água e algodão por exemplo) e, principalmente, reutilizar peças que não estão desgastadas são exemplos de ações que estão na lista de tendências da década que vivemos. E para que isso seja possível, a indústria têxtil está investindo em tecnologias muito modernas.

A marca finlandesa-australiana, Taikka, inovou na produção da sua nova coleção de bolsas. Ao invés de usar couro animal, o tecido da vez se chama Piñatex. É feito com folhas de abacaxi desperdiçadas e com acabamento de lona suave que envelhece como o couro. Já é uma iniciativa aprovada pela ong PETA, que defende os direitos dos animais. As bolsas tem formatos e cores diferentes e bem bonitos. A marca já entrega em vários países do mundo, inclusive  no Brasil.

 

Falando em tecnologia que beneficia o mundo da moda, é preciso falar da Startup Horvath. Fundada por dois brasileiros, Luciano Bueno e Jess Martin, a empresa criou uma camisa que não mancha, não amassa e não absorve cheiro nenhum. A camisa social dos sonhos, por enquanto só para os homens. A tecnologia usada é conhecida como “Hero.ST”, atualizando o interior da fibra para que não absorva machas. Um tipo especial de algodão também foi usado para não absorver cheiros. Assim, o tecido da camisa repele qualquer líquido, até mesmo vinho. Já são três coleções, que variam entre R$230 e R$250: Traditional White (a branca básica), Tiny Stripes (estampas listradas) e Chubby Chess (estampas mais descoladas, como xadrez). Eles já estiveram em um evento do Mackenzie, o MackEmpreende.

Além de inovações na maneira de produzir, é preciso ter em mente que reutilizar é muito importante e faz toda a diferença no mundo fashion. Clothing swap. Ou seja, alugar e emprestar roupas, sapatos e bolsas. Algo parecido com que amigas fazem entre si, mas dessa vez com pessoas que talvez você não conheça. O Projeto Gaveta nasceu com esse pensamento, e hoje é um dos maiores incentivadores de moda sustentável. A questão é entender que ter estilo não é consumir todas as tendências efêmeras da moda, e sim saber se encontrar nas peças que já existem no seu guarda-roupa e consumir com consciência.

Veja mais sobre consumo consciente aqui!
Isabella Massoud
Apaixonada por semanas de moda. Acredito que na vida, tudo tem uma razão e tempo certo para acontecer.