As grifes nos aplicativos de celular

Todos nós estamos cada vez mais dependentes dos nossos celulares e isso não é novidade. A novidade é que várias marcas estão apostando nessa dependência para  criar aplicativos próprios, trazer conteúdo novo e exclusivo para seus clientes. Entre elas estão: Chanel, Dior, Gucci, Louis Vuitton, H&M, Farm, Riachuelo e muitas outras.

img_1067

Esses aplicativos servem basicamente para levar os produtos mais próximo possível do cliente. A Chanel, por exemplo, disponibiliza todos os produtos que estão nas lojas, as peças dos desfiles da coleção cruise e da alta costura, além de conferir diversas entrevistas, uma até  do próprio Karl Lagerfeld (designer chefe e diretor criativo da marca).

Em outros aplicativos, como o da Farm, é disponibilizada uma rádio com músicas que são a cara da marca, além de o usuário poder comprar as peças por ali mesmo, ter acesso ao blog e ser informado sobre as promoções.

Mas afinal, qual a vantagem para as marcas em terem aplicativos como esses? José Maurício, diretor do curso de Publicidade e Propaganda do Mackenzie explica:” Estes apps relacionados à moda são um investimento das marcas para que elas consigam atingir e conversar com seus públicos nesta época de cultura digital em avanço. Nem sempre eles funcionam: às vezes as marcas utilizam os apps de forma meio automática, não considerando e explorando as linguagens e possibilidades de mensagens que os apps podem oferecer. Mas, há casos de utilização de apps como plataforma de comunicação com consumidores que é bastante inovadora.
O que podemos dizer é que no geral todas as marcas não podem abdicar de apps para comunicação com seus consumidores, uma vez que isto é uma tendência. Mas, que nem todas se destacam no quesito.”

 

Texto por Julia Mello.