Flávia Gondor

Perfil de: Flávia Gondor

 

“Eu sou de família judia, meus avós passaram por campos de concentração. Eu sou a quarta geração de uma família circense da Hungria. Eles eram donos do circo estatal de Budapeste, ai chegaram os alemães, o nazismo, e com isso eles acabaram indo pra campos de concentração. Quando eles saíram dos campos, eles continuaram fazendo shows circenses fugindo das perseguições nos países até chegarem ao Brasil” com essas palavras, a estudante de Jornalismo Flávia Gondor narrou um pouco da história de sua família e sua trajetória até o Brasil. Com um jeito espontâneo e exótico, proveniente das suas origens no circo, ela falou um pouco mais sobre suas realizações “Eu fazia parte de um projeto voluntário internacional com crianças deficientes, fazia Ballet e ginástica olímpica.” Fascinada por vocábulos, com um gosto peculiar pela leitura de biografias, Flávia declarou seu amor pela escrita: “Eu me sinto realizada com um lápis e um papel na mão. Para mim, escrever é uma coisa muito espontânea e natural.” Movida por mudanças, pela vontade de experimentar, ela é uma metamorfose constante: “A monotonia me incomoda muito por isso isso eu sempre tenho que estar mudando e me reinventando.”

 

Escrito por: Bruna Coelho

Foto por: Bruna Coelho