Filmes e documentários com selo brasileiro – Copa

A Copa do Mundo FIFA de 2018 será a vigésima primeira edição deste evento esportivo, um torneio internacional de futebol masculino organizado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), que ocorrerá na Rússia entre 14 de junho e 15 de julho.

Para entrar no clima desse evento internacional que está chegando nós da ETC&Tal iremos, semanalmente, trazer listas e curiosidades culturais e de entretenimento focando em alguns dos principais países que brilharão na copa desse ano. E nada seria mais justo do que começar essa lista com o nada menos que o nosso Brasil.

Alguns personagens e filmes brasileiros já são de conhecimento público. Como o Zé Pequeno da “Cidade de Deus” e a Isadora, interpretada pela icônica Fernanda Montenegro, em Central do Brasil. Pensando nisso, para sair um pouco dos já enraizados, trouxemos uma lista inspirada em histórias que giram em torno de futebol e que, claro, são produções brasileiras.

Filmes

 Linha de Passe (2008)

A história acontece em torno de quatro irmão. Reginaldo procura seu pai obsessivamente. Dario sonha em se tornar jogador de futebol mas, aos 18 anos, vê a ideia cada vez mais distante. Dinho dedica-se à religião. E Dênis enfrenta dificuldades em se manter, sendo também pai involuntário de um menino. Os quatro foram criados por Cleuza, sua mãe, que trabalha como empregada doméstica e está mais uma vez grávida, de pai desconhecido. Todos eles precisam lidar com as transformações religiosas pelas quais o Brasil passa, assim como a inserção no meio do futebol e a ausência de uma figura paterna.

 

 

 

 

Heleno (2011)

O longa conta a trajetória de Heleno de Freitas, jogador de futebol. Heleno (1920/1959) foi um dos grandes nomes que vestiram a camisa do Botafogo. O jogador foi famoso pelo seu talento nos gramados. Como também pelo charme que exibia na noite carioca e impunha polêmica no atrito com adversários. Produção inspirada no livro “Nunca houve um homem como Heleno”, do jornalista Marcos Eduardo Neves.

 

 

 

Boleiros – Era uma Vez o Futebol… (1998)

Uma mesa de bar em São Paulo, e um grupo de ex-jogadores de futebol. A junção de ambos rende uma conversa numa tarde na grande metrópole. Para relembrar antigas glórias e histórias curiosas do tempo em que ainda eram jogadores profissionais.  Fazendo um retrato dos chamados ”Boleiros”, veteranos do esporte.

 

O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias (2006)

Nesse filme o futebol serve como pano de fundo a uma história maior e mais dramática, a da ditadura militar instaurada no Brasil. A história gira em torno de Mauro, um garoto mineiro de 12 anos, que adora futebol e jogo de botão. Um dia seus pais saem de férias de repente e sem motivo aparente para ele. Quando, na verdade, os pais de Mauro foram obrigados a fugir por serem de esquerda e serem perseguidos pela ditadura, o que o faz acabar com seu vizinho, um velho judeu solitário. Em meio a espera de um telefonema dos pais, Mauro precisa lidar com sua nova realidade, que tem momentos de tristeza pela situação em que vive e também de alegria, ao acompanhar o desempenho da seleção brasileira na Copa do Mundo.

Curiosidade: para os fãs de clássicos da infância o diretor é o responsável por dirigir “Castelo Rá-Tim-Bum” e “Um Menino Muito Maluquinho”.

Matheus Siqueira, estudante do 5º semestre de Letras no Mackenzie nos conta sobre o que sentiu ao assistir o filme. “O ano em que meus pais saíram de férias é um filme que mexe comigo. Talvez porque quando eu o assisti era muito novo. A história do menino deixado pelos pais aos cuidados do avô. Que morre logo em após a chegada dele me deixa verdadeiramente triste. Entretanto, apesar das adversidades da vida, Mauro conseguiu anestesiar sua dor vendo a panteística seleção de 70. O filme, além de mostrar os efeitos da ditadura, consegue ainda traduzir as paixões que apenas o futebol consegue causar na humanidade.”

 

 

Documentários

Ginga (2005)

Saindo um pouco da área dos filmes. Ginga é um documentário que mostra o cotidiano de dez jovens (Romarinho, Sérgio, Natalie, Paulo César, Celso, Wescley, Falcão, Karine, Garrincha e Robinho, jogador de sucesso e da Seleção Brasileira, fala sobre sua carreira nos gramados) habilidosos no futebol. E tenta explicar por que a ginga é algo tão próprio do jogador brasileiro. Para os fãs do Filme Cidade de Deus, podem apostar no documentário que é assinado pelo mesmo diretor, Fernando Meireles.

 

 

1958 – O Ano em que o Mundo Descobriu o Brasil (2008)

A história conta sobre a conquista da 1ª Copa do Mundo de futebol pelo Brasil. Contada por seus protagonistas, através da montagem de imagens de arquivo da época e de depoimentos. Concedidos tanto pela equipe de jogadores que estiveram na Copa, tanto na seleção nacional (com exceção de Pelé). Quanto nas seleções que enfrentaram o Brasil, além de entrevistas dadas por jornalistas esportivos e dirigentes.

A mackenzista, e estudante do 4º semestre de jornalismo, Júlia Gabriello, nos contou o que achou do documentário, que já conhecia há muito tempo.

“O documentário é interessante porque não só relembra um momento de glória atravpes de imagens e gravações mas também mostra isso por diversos olhares.”

 

 

 

Créditos – Foto de Capa: Larissa Iole

 

 

Ainda no espírito da Copa, vem dar uma olhada nesse post sobre a seleção do Brasil e da Costa Rica!

Larissa Iole de Freitas

Paulistana propensa a sonhar demais em meio a realidade. Apaixonada por histórias novas, café(s), bons livros e uma boa playlist que acompanhe isso tudo.