Especial Moda Internacional: Japão

 

Neste post, em parceria com a Editoria de Moda, a Editoria Internacional escolheu o Japão como país da moda internacional de hoje.

Japão, conhecido também por Terra do sol nascente, capital Tóquio, é um dos países a qual possui maior diversidade de estilos, e aqui vão alguns deles, desde o tradicional até o atual.

O vestuário no Japão divide-se em duas categorias, que são: wafuku (vestimenta japonesa) e yofuku (vestimenta ocidental)

Cultura

Kimono (em português: vestir coisa), é a vestimenta tradicional japonesa, criada sob influência do vestuário chinês “han”, é o reflexo de sua cultura, e permanece vivo no cotidiano dos japoneses há mais de 2 mil anos, sofrendo diversas modificações durante o tempo.

O kimono, dependendo de estampas e cores, é usado de acordo com a ocasião, estação do ano, sexo, grau de parentesco ou estado civil da pessoa que o usa. Aqui vão os tipos mais famosos:

Iromuji – Semi – formal, elegante para o uso diário, é um kimono de uma cor só, podendo ter textura, porém sem decoração de outras cores, usado geralmente em cerimonias do chá.

Kurotomesode – Usado com obi (faixa usada em volta do kimono) dourado, é um kimono formal, e preto com decoração  das coxas para baixo, e 5 escudos de familia bordados ou impressos em branco nas mangas, peito e costas. Indicado para as mães do noivo ou da noiva em um casamento.

Komon – Feito de seda, estampado com desenhos pequenos e repetidos por toda a peça, é casual e pode ser usado para sair pela cidade. Vestimenta para mulheres tanto casadas como solteiras.

Yukata – Sem forro, informal, e de algodão estampado, possuem grandes estampas, por sua maioria de flores, com obi largo, é usado para ocasiões como festivais. A yukata masculina possui características opostas, como pequenas estampas, e obi estreito.

Acessórios

Existem diversos acessórios tradicionais e necessários, usado juntamente com o Kimono, como:

Geta – Sandália de madeira, usada por homens e mulheres com yukata.

Fundoshi – Feita a partir de algodão, para adultos do sexo masculino, é uma roupa interior tradicional.

Haori – São como um sobretudo para kimonos, usado em dias frios.

Kanzashi – É um acessório usado no cabelo, combinado com o kimono, feito de madeira, jade, tecido, prata, etc. Podem ter forma de espetos, com diversas decorações, como flores.

Obi – Faixa que é amarrada na cintura a fim de manter o kimono fechado, podendo variar de largura e comprimento. Os brilhantes e intricados geralmente são usados em ocasiões mais formais.

Tabi – Meia de algodão costurada até a altura dos tornozelos ou metade das canelas, com divisão para o dedão do pé.

Com o passar do tempo, as japonesas substituíram o kimono por roupas ocidentais, usando-o apenas em ocasiões especiais. Homens usam mais raramente ainda, devido à tais acontecimentos, os japoneses tentam resgatar o uso do kimono no cotidiano, o que gerou o fashion kimono ( kimono tradicional, porém com estampas modernas), obi com nós prontos e que não amarrota, agradando o público jovem.

Curiosidades

Pelas ruas de Tóquio e Harajuku, principalmente, existem diversas tribos, conhecidas como subculturas,  uma das mais famosas é a Lolita Fashion Style, caracterizada por meninas que se vestem como bonecas, misturando o estilo gótico e o europeu do século 18. Outra bastante vista é o Visual Kei, ou visual Rock, caracterizada pelo estilo punk/gótico, com cabelos coloridos, maquiagem marcante e penteados incomuns.