Emoção do esporte

O tempo parece voar cada ano mais rápido. Ontem mesmo eu via reportagens e desfiles de carnaval o dia todo, e hoje já estamos quase em maio, e com certeza é um dos meses do ano em que o sentimento de paixão pelo futebol realmente aflora. Campeonatos internacionais e nacionais chegam a suas fases decisivas, sempre cheios de tensão e deixando aquela sensação de “quero mais” para o ano seguinte.

Chega a ser estranho como isso tudo acontece. Times que muitas vezes nunca vimos jogar pessoalmente e nem temos nenhuma relação direta nos fazem experimentar tantas sensações, entre elas tensão, alegria, tristeza e várias outras. Mas apesar disso, a vontade que prevalece é ver o time do coração, que você torceu a vida toda, jogar contra aquele rival e quando isso acontece, o mundo para por 90 minutos. Nem um segundo a mais, nem um a menos.

Mesmo se de alguma forma já está claro o final do jogo, continuamos assistindo. Mesmo que já tenhamos aceitado a vitória ou a derrota, continuamos vendo somente para ver a emoção de cada lance. Sentir a agonia a cada bola isolada e uma ponta de esperança a cada ataque, por pior que pareça a jogada, e no fim não importa se o time está jogando bem ou mal, nossos olhos e emoções ficam presos àquela partida até o final.

E quando acaba, é uma ponta de alívio em meio a uma tempestade de emoções. Se perdemos, o abatimento parece se generalizar para todos os que apoiavam e batalhavam a cada grito, a cada lance, a cada gota de suor. Se ganhamos, a euforia. Andamos por onde seja com o escudo estampado no peito, e usamos com orgulho para que tudo e todos vejam a batalha que foi vencida no estádio, e tudo isso sempre acompanhado daquele famoso “sorriso bobo” que não conseguimos tirar do rosto.

Se pararmos para pensar, todos os esportes trazem isso. A mesma euforia na vitória e o mesmo abatimento na derrota. Só nos resta procurar aquele que nos identificamos e torcer, entrar nessa tempestade e mostrar ao mundo nosso orgulho de fazer parte do nosso time, mesmo que seja apenas na arquibancada.