Dê asas ao tempo

Tempo. Questão difícil de ser analisada. Tenho perdido muito, ganho pouco. Observo o tempo perdido que escorre sobre os relógios. Vejo as pessoas indo todas em direções diferentes. Conversamos, eu falo, elas falam. Eu não as ouço e tenho certeza que elas não escutam também.

Perdemos tanto tempo fingindo nos ouvir. Perdemos tanto tempo fingindo nos importar com o que não nos importamos. Perdemos tanto tempo fazendo o que odiamos. Perdemos tanto tempo não fazendo o que amamos. Perdemos tanto tempo nos esquecendo do que era importante e hoje essas coisas que amávamos se tornam sombras.

Essas sombras são logo substituídas por coisas que apenas gostamos. Nós ficamos bem. Mas quem disse que a vida é apenas sobre ficar bem. A vida é mais do que apenas estar bem. Uma pessoa com morte cerebral pode estar bem sob a perspectiva medica. Estar apenas bem não é o bastante.  É preciso sentir para viver de verdade e estar apenas bem é estar anestesiado na vida.

Perdemos tanto tempo estando apenas bem. Hoje me perco entre as paredes de minha mente. Não sei quando foi que isso virou um labirinto, mas se tornou. Minha mente escorre por dentro desta ampulheta e não consigo alcança-la. Essas sombras de sonhos abandonados me perseguem como o Minotauro perseguiu Dédalo em seu labirinto.  A vida é curta para ser desperdiçada.

O que você está fazendo agora? Isso te preenche? Você se sente vivo?  Afinal, não basta estar bem, não basta existir para estar vivo. É preciso saber aproveitar o tempo que temos. Não dá para viver em déficit com a vida. Faça o que ama, não o que apenas gosta. Ouça as pessoas. Fale com quem te escute. Não deixe que as coisas que você ama te assombrem.  Lute para estar mais do que apenas bem. Porque quem está bem perde um pouco de si, de sua alma todos os dias. Além disso, lembre-se de dar valor as pequenas coisas.

Como Dédalo construa suas asas e voe!

 

Fotografia por Ju Klaic