economia

Danilo Augusto: De Economia a Wicked

Com 27 anos de idade, Danilo Augusto está na etapa final do curso de Economia no Mackenzie. No oitavo semestre, o estudante conta que o assunto de sua monografia é a Coreia do Sul, e como os investimentos em educação afetam o desenvolvimento do país como um todo. O tema foi escolhido por acaso, em meio a uma das aulas de sua grade curricular: “Eu não tinha ideia nenhuma do que fazer… É difícil, são raros os alunos que já tem ideia ao longo do curso. Foi em uma aula de Técnicas de Pesquisas Econômicas (que a decisão aconteceu). A professora deu a sugestão da Coreia do Sul, e eu pensei: ‘É sobre isso que quero falar.’”.

Sabendo qual graduação queria desde cedo, o mackenzista relata que sua opção ocorreu sem motivos muito aparentes. “Sempre soube, não sei como. Eu não sabia o que era direito, achei que era só aquilo que passava no jornal. Mas é muito mais abrangente, tem Sociologia, Direito, Administração, Matemática, Estatística.”

Com relação a sua forma de pensar, Danilo acredita que as suas matérias da faculdade têm agregado muito, e ele gostaria de continuar estudando na área. “O curso me ajudou. No vestibular sempre colocava outras opções como Administração e Comércio Exterior. Ao longo do curso tive aula de Direito. Gosto de assistir TV Justiça”, diz o jovem em meio a risadas. “Se eu tivesse a oportunidade de fazer outra graduação seria Direito ou Relações Internacionais.”

A Economia, porém, não é o seu único interesse. Em seu tempo livre, gosta de assistir a filmes no cinema e musicais de teatro. Rei Leão, Wicked, Shrek foram algumas das peças das quais ele estava presente na plateia.

Além disso, viajar é algo que o futuro economista aprecia: “Gosto de viajar com a minha família, minha esposa. Gosto de explorar.” Os destinos, de chácara de parentes a cruzeiros pela Argentina e Uruguai parecem poucos em comparação aos lugares que o estudante sonha conhecer. “Tenho vontade de ir para Fernando de Noronha, Gramado, Fortaleza, meu próximo projeto, e Brotas (para praticar esportes radicais). Fora do país tenho vontade de ir para Israel.”

Mas não só de momentos bons a vida de Danilo é composta até então. Na verdade, uma experiência de seis anos atrás o fez mudar completamente.

O mackenzista, que gostava de sair com seus amigos, em uma das festas que frequentou, sofreu um acidente. “A gente estava perto de um viaduto, eu escorreguei, cai da ponte em cima de uma obra. A sorte foi que os canos amorteceram a queda. Eu não lembro muito, não sentia dor, nem nada. Eu só me lembro de alguns momentos… Lembro que cai, bati a cabeça e quebrei os dentes.”

Após ficar internado e fazer tratamento dentário por um ano, o jovem encontrou duplo conforto, através de sua crença e do amor por sua atual esposa. Hoje, Danilo é engajado nas atividades de sua religião e está construindo uma família com sua companheira.

Veja outros perfis clicando aqui

Escrito por Beatriz Lia