Copa América 2019 – Argentina

Depois de analisarmos as equipes do grupo A, exceto a seleção brasileira, analisaremos as seleções do grupo B. A primeira delas é a tradicional Argentina.

A Albiceleste está no grupo mais difícil da primeira fase, junto com Colômbia, Paraguai e Catar. Apesar do grande favoritismo a Argentina terá que apresentar um bom futebol para não ser surpreendida.

A forte seleção colombiana também é favorita para se classificar mas não se deve esquecer da tradicional seleção paraguaia que já foi campeã duas vezes da competição e correndo por fora as três vagas está a seleção convidada do Catar que apesar de não ter tradição no futebol vêm de um título inédito na Copa da Ásia e espera ser a zebra da competição.

A seleção argentina já foi 14 vezes campeã da Copa América porém não ganha um título há mais de 25 anos, o último campeonato conquistado pelos hermanos foi justamente a Copa América, no ano de 1993, de lá pra cá foram 7 finais disputadas ( 1 final de  Copa do Mundo (2014), 2 finais de Copa das Confederações (1995 e 2005) e 4 finais de Copa América ( 2004, 2007, 2015 e 2016) e 7 amargos vice – campeonatos.

O longo tabu é algo que pode atrapalhar demais a talentosa seleção argentina  que apesar de ter grandes nomes como Agüero, Di Maria, Dybala e sua grande esperança Lionel Messi, tem sérios problemas estruturais, problemas que ficaram evidentes na última Copa do Mundo.

A então seleção treinada por Sampaoli se classificou aos trancos e barrancos para as oitavas de final da Copa e acabou eliminada pela campeã França. Durante a competição a tensão entre os jogadores e o técnico foram evidentes e em certo momento o próprio comandante perguntou durante um jogo para Messi se deveria fazer uma substituição ou não. Além de mostrar a falta de estrutura tática e de comando da seleção expõe a força de Messi na seleção.

Após a Copa o técnico Sampaoli foi demitido e Messi pediu um tempo da seleção, desde então o inexperiente Lionel Scaloni assumiu a seleção e Messi voltou a ser convocado e vestir a camisa argentina.

Mesmo com os maus resultados nos últimos anos, com o fato de não ter um equipe bem treinada e entrosa, mesmo jogando no Brasil e todos outros fatores que atrapalham a equipe, a Argentina tem uma das camisas mais pesadas do futebol mundial e o seu gênio Lionel Messi vêm fazendo uma de suas melhores temporadas da carreira e é isso que faz com que a Argentina seja uma das favoritas ao título da Copa América de 2019.

Para João Paulo Camargo, estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, a seleção argentina tem tradição e jogadores com capacidade de decisão fazendo com que apesar do mau momento a seleção seja uma das favoritas ao título da Copa América.

TEXO POR JOÃO PEDRO SALLES