Champions League – Quartas de final

As quartas de final da Champions League começaram com tudo! Nesse post analisaremos as partidas dessa fase do torneio

A rodada começou nesta terça-feira para Tottenham e Manchester City, um clássico inglês que terminou com o placar de 1×0 para os “Spurs”. No começo do jogo, Aguero, que era dúvida até minutos antes da partida por conta de uma lesão, teve a chance de abrir o placar para o City em um pênalti que acabou na defesa do goleiro Lloris. A partida foi muito aberta, tendo seu placar definido apenas aos 78 minutos com o coreano Son. O que chamou a atenção no jogo foi o meio-campo do Tottenham com Dele Alli e Eriksen que tiveram a função tanto de criar jogadas, porém, ambos com um papel importantíssimo na marcação. Por outro lado, a falta de presença na área de Aguero e Sterling pode ter interferido na falta de gols do City no jogo, porém, não pareceu ter sentido muito o fator “casa” dos Spurs.

O time de estrelas do Guardiola terá a vantagem de decidir no Etihad Stadium, casa do Manchester City, o que irá trazer força para o grupo reagir na próxima quarta-feira (17).

Ainda na terça-feira, o Liverpool ganhou do Porto por um placar de 2×0, Keita contou com um desvio do zagueiro para marcar o primeiro logo no inicio da partida, aos 4 minutos. E Alexander Arnold deixou Firmino na cara do gol para empurrar a bola e fazer o segundo aos 25 minutos. Pelo lado do time inglês, Firmino foi o destaque e fez uma grande partida, não jogou como um centro-avante fixo, como um “9” de verdade, mas ficou flutuando ao redor da área adversária, o que deu para o time do Liverpool mais movimentação e dinâmica. Salah, que não vem fazendo uma grande temporada, fez um jogo razoável, mas ficou abaixo do que se espera do seu futebol. Já pelos portugueses, o destaque vai para as péssimas atuações de Manega, que não conseguiu segurar a bola no campo de ataque e não finalizar de forma precisa as bolas que sobraram, e o lateral Alex Telles, que deixou a desejar na marcação, tomou várias bolas nas costas, inclusive uma delas que acabou ocasionando o gol do Firmino.

O próximo jogo será em Portugal, no Estádio do Dragão, na quarta-feira (17).

A rodada continuou na quarta-feira com Manchester United e Barcelona. O jogo foi amarrado, pesado na marcação, o time do Barcelona fez um gol (gol contra de Luke Shaw) aos 10 minutos de jogo e depois não apresentou mais o futebol do inicio. O zagueiro Piqué foi muito acionado e cumpriu seu papel perfeitamente. Messi e Suárez apareceram apenas no lance do gol, depois sofreram com a marcação do Manchester United. Os ingleses, jogando em casa, propuseram o jogo muito com o jovem Rashford e o centro-avante Lukako, porém, não conseguiram chegar ao gol, agora restam fazer seu papel fora de casa na próxima terça-feira (16) lá no Camp Nou. O segundo jogo está totalmente aberto, devido ao peso da camisa dos times, e ao que foi mostrado para nós em PSG x Manchester United nas oitavas de final, onde o time inglês conseguiu uma virada histórica, porém, o Barcelona sempre sai a frente quando se trata de Lionel Messi.

Quarta-feira ainda teve Ajax e Juventus, o placar acabou 1×1. Cr7 abriu o placar de cabeça para a “Juve” aos 45 minutos em um ótimo cruzamento de Cancelo e David Neres fez para o Ajax em uma ótima jogada individual. O primeiro tempo foi inteiro do time holandês, apesar do gol de Cristiano Ronaldo, o time dominou, apertou, tanto em jogadas aéreas como em chutes de fora da área, da para dizer que o Ajax “amassou” a Juventus nos primeiros 15 minutos de jogo. Os destaques do time ficam para o camisa 10 Tadic, que fez uma grande partida, assim como fez contra o Real Madrid nas oitavas, para o meio-campo Ziyech que foi o jogador mais acionado do primeiro-tempo e David Neres que como sempre, usou e abusou das jogadas individuais nas pontas e sendo premiado com um gol no segundo-tempo. A Juventus começou a jogar bola apenas na segunda parte do jogo, Cr7 foi o destaque, se movimentou, fez o gol, marcou e buscou jogo, como de costume da máquina que é Cristiano Ronaldo. Bernardeschi ficou abaixo do esperado na partida, perdeu dois gols e não estava em sua melhor forma.

O segundo jogo será na Itália, na próxima terça-feira (16).

Para o estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, João Paulo Camargo, Manchester United passa para as semi-finais pois jogou melhor que o Barcelona no primeiro jogo, e apesar do empate, a Juventus passa pelo Ajax por conta do “fator Cristiano Ronaldo”. O estudante aposta também no Manchester City apesar o resultado negativo no primeiro jogo, porém, acha que o técnico Guardiola ainda tem umas “cartas na manga” e precisa colocar o Sané e De Bruyne para a próxima partida. E quanto ao Liverpool, ele acredita que o time inglês passa devido ao grande resultado do primeiro jogo.

TEXTO POR PEDRO CARRIJO