A moda nas profissões: TALARES

Algumas profissões exigem certo tipo de vestimenta como um uniforme. Vocês já ouviram falar das vestes talares? Se você é um estudante de direito tenho certeza que sim.

Os vestes talares são trajes que caracterizam membros do Ministério publico, entre elas estão a toga, usada pelo juiz de Direito, e a beca, usada por magistrados, advogados e membros do Ministério Público. 

4-500x500
Beca juiz (Foto reprodução)

A beca pode ser composta de uma corda trançada com fios de seda, chamada torçal; por um pingente em forma de sino, chamado borla, feito da mesma corda trançada; pelas rosetas, que são botões paralelos na altura do peito, e por alamares, formados quando as cordas trançadas cruzam o peito e ficam presas nos botões frontais.

A tradição de uso da beca teria suas raízes nas universidades europeias, a partir do século XIII, com o aparecimento da figura do reitor. Posteriormente, foi utilizada também como forma de igualar a aparência dos estudantes. Em Portugal, os registros mais antigos de utilização da beca judiciária são da passagem do século XIV para o século XV. No Brasil, um decreto federal de 1854 regulamentou, pela primeira vez, o uso da vestimenta por magistrados e promotores públicos no exercício de suas funções e em solenidades. 

Legal, né? E ainda tem mais! Você sabia que cada cor da vestimenta tem um significado? O preto  remete à ideia de abnegação do indivíduo, que, no rito processual, não representa ele mesmo, mas uma instituição ou um cargo. Já as cores dos detalhes variam conforme o usuário da veste. O branco, usado pelo juiz, significa a imparcialidade na aplicação da lei. A cor vermelha, do Ministério Público, representa o rigor na aplicação da lei. O verde, dos advogados, é a cor da esperança de resolução de conflitos baseada na aplicação da lei.

As vestes talares são trajes que remontam aos sacerdotes da Roma antiga. O uso delas é uma forma de conferir solenidade e respeito aos atos judiciários. A beca e a toga constituem um sinal do sacerdócio dos defensores do Direito e da Justiça.

homem-toga-da-universidade-de-evora-199x300
Foto reprodução/A toga

Curiosidade: Existem dois tipo de becas: As de galas e as ordinárias.  A beca de gala é utilizada em sessões solenes, como a posse do procurador-geral de Justiça, dos membros da Câmara de Procuradores ou do Conselho Superior do Ministério Público. Ela é composta de três peças: capa preta, faixa vermelha e sobrecapa, sendo comum o uso da borla vermelha com dois pingentes caso seu portador seja um procurador de Justiça. 

Nas demais sessões dos Órgãos Colegiados, utiliza-se a veste ordinária, constituída de uma única peça, a faixa vermelha e a borla vermelha com dois pingentes. Nas sessões do Tribunal do Júri, o promotor de Justiça utiliza a veste ordinária, a faixa vermelha e o torçal com apenas um pingente. 

Esses dois tipos de peças estão expostas para o publico no memorial do Ministério publico de Minas gerais. Que tal uma visita para entender melhor? 

Qual a sua opinião sobre esse tipo de vestimenta? Deixe nos comentários!

senhora-beca-de-juiz
Beca de Juiz (Foto reprodução/ A toga)
senhora-vcapa-de-oficial-de-justiça
Capa oficial de Justiça (Foto reprodução/ A toga)

TEXTO POR: Marcelle Dutra e Geovana Inocencio