Confira as apresentações da Jornada Científica

Começou ontem, dia 27 de setembro, a 12ª Jornada Científica da Universidade Presbiteriana Mackenzie. O evento tem como objetivo apresentar à comunidade acadêmica os projetos de pesquisa desenvolvidos por alunos da instituição ao longo do último ano. Ele ocorrerá até o final da tarde de amanhã.

Uma das sessões de ontem da Faculdade de Direito teve como foco as opressões sofridas pelas mulheres. Após as apresentações, houve um rápido debate que colocou questões como a mudança na forma como os movimentos passaram a ver isso após a Segunda Guerra Mundial.

As diferenças na efetividade da aplicação das políticas públicas de acordo com contextos como classe e raça/etnia também foram levantados. Elas foram comparadas com a atuação das ONGs no mesmo segmento. Também foram abordados os aspectos psicológicos que permeiam a violência obstétrica, algo pelo que muitas mulheres passam sem perceber por falta de informações a respeito.

Os temas expostos na sessão foram “Violência de gênero contra a mulher: um estudo comparado sobre a legislação Argentina e brasileira”, “Violência sexual contra a mulher como arma de guerra”, “Violência obstétrica e os direitos humanos: o constrangimento da vítima perante a inobservância dos direitos fundamentais da pessoa humana” e “O direito e a transformação social: a experiência dos códigos da família bolcheviques e a influencia na tentativa de solucionar a opressão da mulher”.

E em outros cursos?

Alguns estudantes de administração expuseram sobre suas pesquisas a partir das 16:00. Entre elas havia temas bem diversos. Um deles foi sobre os subsídios cedidos à aviação no Brasil. Outro, sobre as diferenças de trajetórias passadas no mercado de trabalho pelas mulheres negras em relação às brancas, tais como rendimentos e cargos ocupados, abordando principalmente a questão da desigualdade.

Até mesmo os valores sustentados pelos torcedores durante as partidas de futebol estiveram entre os tópicos de um dos trabalhos. Por exemplo, suas tendências a exagerar características em comum entre si para justificar rivalidades contra os times adversários.

A Jornada Científica contará com a apresentação de mais de 300 trabalhos, distribuídos entre 70 sessões.

 

Matéria feita por Marina Zilioli, Rodrigo Nunciaroni, Thiago Nakano e Victor Melo.