Fantastique! 5 Filmes franceses essências – Copa 2018

A série sobre a Copa do Mundo 2018 continua e agora trazemos aquele país onde é essencial se sentar numa cafeteria ao ar livre, enquanto lê um livro e toma café com vista para algum jardim. França. Famosa por seus perfumes, por ter uma das culinárias mais famosas, incluindo seus doces – quem nunca comeu um croissant? – e, mais do que tudo, o país onde o cinema nasceu.

O cinema hollywoodiano é o lugar onde a maiorias dos filmes hoje em dia são produzidos e é, com certeza, a referência mais famosa quando se fala de filmes. Mas não podemos esquecer do país onde tudo começou.

Desde a época de 80 a França começou a ser referência na sétima arte, e continua sendo até hoje, com seus filmes que – sem sombra de dúvidas – possuem a essência francesa. Confira, então, a nossa lista de 5 filmes essenciais do cinema francês.

 

 

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain - 2001

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain – 2001

Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo ­ e é assim que encontra Dominique. Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor.

 

 

 

 

 

Intocáveis - 2011

 

Intocáveis – 2011

Philippe é um aristocrata rico que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico. Precisando de um assistente, ele decide contratar Driss, um jovem problemático que não tem a menor experiência em cuidar de pessoas no seu estado. Aos poucos ele aprende a função, apesar das diversas gafes que comete. Philippe, por sua vez, se afeiçoa cada vez mais a Driss por ele não tratá-lo como um pobre coitado. Aos poucos a amizade entre eles se estabele, com cada um conhecendo melhor o mundo do outro.

 

 

 

 

 

O Artista - 2011

O Artista – 2011

Para os amantes do cinema preto e branco, mas que ainda amam filmes dessa década. O Artista se passa na década de 1920, o ator George Valentin é uma estrela do cinema mudo, mas sua carreira está ameaçada pela chegada do cinema sonoro. Enquanto ele luta para manter seus filmes, Peppy Miller, uma coadjuvante, alcan

ça a fama.

 

 

 

 

 

 

Piaf - Um Hino de Amor - 2007

 

Piaf – Um Hino de Amor – 2007

Os fãs de cultura francesa, ou simplesmente das músicas francesas, com certeza conhecem Piaf, uma das cantoras mais famosas do mundo, e da França. Abandonada pela mãe, foi criada pela avó, dona de um bordel na Normandia. Dos 3 aos 7 anos de idade fica cega, recuperando-se milagrosamente. Mais tarde vive com o pai alcoólatra, a quem abandona aos 15 anos para cantar nas ruas de Paris. Em 1935 é descoberta por um dono de boate e neste mesmo ano grava seu primeiro disco. A vida sofrida é coroada com o sucesso internacional. Fama, dinheiro, amizades, mas também a constante vigilância da opinião pública.

 

 

 

 

 

 

A Noite Americana - 1973

A Noite Americana – 1973

Na França começam as filmagens do longa “Je vous présente Pamela”. Ele conta a história de uma jovem inglesa que troca o marido francês pelo sogro. Um diretor tenta terminar seu filme ao mesmo tempo em que observa o drama nas vidas de seus atores. Junto com os imprevistos, seus atores com ego inflado e problemas de bastidores. Além de soluções improvisadas para concluir o projeto a tempo.

 

 

 

 

 

 

Arte da capa por Larissa Freitas

 

Para um cinéfilo mais uma lista de filmes nunca é demais. Vem dar uma olhada nessa lista sobre filmes Argentinos da nossa série da Copa 2018!

Larissa Iole de Freitas

Paulistana propensa a sonhar demais em meio a realidade. Apaixonada por histórias novas, café(s), bons livros e uma boa playlist que acompanhe isso tudo.