3 filmes russos para assistir nas férias – Copa

Como o tempo voa… Já é maio!. Ontem mesmo era janeiro, e nós nos enchíamos de metas para cumprir. Prometíamos a nós mesmos que neste ano tudo seria diferente. Estudaríamos mais, deixaríamos de procrastinar, entregaríamos todas as tarefas e trabalhos no prazo (se possível, antes mesmo do limite). Cumpriríamos aquela promessa que juramos cumprir desde o Ensino Médio, de chegar em casa e rever o conteúdo do dia…

Bem, já se faz maio, e não importa se as metas foram ou não cumpridas. O que verdadeiramente importa é que estamos em maio, e que o final do semestre já se aproxima! As férias já estão batendo à nossa porta.

As férias deste ano serão diferentes, pois este ano é ano de copa. Certamente assistiremos a vários jogos durante toda a infindável monotonia das férias. A copa deste ano não será em um lugar qualquer. Talvez a Rússia seja um dos países mais peculiares da Terra. Diante disto, indicamos 3 filmes russos para você assistir quando ficar entediado no meio de julho. Confira:

Stalker (1971)

Em um país não nomeado, a suposta queda de um meteorito criou uma área com propriedades estranhas, onde as leis da física e da geografia não se aplicam, chamada de Zona. Dentro da Zona, segundo reza uma lenda local, existe um quarto onde todos os desejos são realizados. Com medo de uma invasão da população em busca do tal quarto, autoridades vigiam o local e proíbem a entrada de pessoas. Apenas alguns têm a habilidade de entrar e conseguir sobreviver lá dentro, são os “Stalkers”. Um escritor e um cientista querem entrar e contratam um stalker para guiá-los lá dentro. No caminho até o quarto, vão passar por rotas misteriosas e muitas vezes, mutáveis. (AdoroCinema).

 

Fausto (2011)

O Dr. Johann Georg Faust empenha seus esforços na busca por conhecimento, aplicando-se aos estudos da filosofia, da medicina e da alquimia. Insatisfeito com os resultados, limitado por sua condição humana, o excêntrico personagem acaba enveredando pelo charlatanismo e dá origem à história de um diabólico acordo assinado com sangue, trocando sua alma pela compreensão dos mistérios do universo. (Omelete)

O Fascismo de Todos os Dias (1965)

Intercalando imagens do presente (1965) e material capturado do arquivo do Ministério de Propaganda do III Reich, da coleção pessoal de Hitler e fotografias apreendidas de soldados alemães da SS, Mikhail Romm, diretor e também narrador do filme, desenvolve uma aguda reflexão sobre a natureza do fascismo, enquanto reconstrói a trajetória de sua ascensão e queda. (CPC-UMES Filmes)

– Os filmes russos destacados têm como característica principal a profunda reflexão sobre a condição humana. Stalker (1979), de Andrei Tarkovski, e Fausto (2011), de Aleksander Sokurov, são adaptações de obras literárias bastante livres em que seus respectivos diretores não tiveram medo de expressar seus posicionamentos artísticos e filosóficos. Já o filme de Mikhail Romm, Fascismo de Todos os Dias (1965) é o filme mais diferente desta lista. É um comentário cinematográfico sem atores feito a partir de filmagens em terras russas e alemãs a respeito do fascismo. Ainda que possua um discurso bastante marcado, é uma belíssima obra cinematográfica. No geral, essa lista de filmes certamente agradará aqueles que buscam conhecer um pouco mais as diferentes coisas que o cinema pode ser, e ainda nos revelam um pouco da poética russa. Disse Breno Morita, aluno do curso de Letras do Mackenzie e Mestre em Poéticas Audiovisuais.

 

Clique aqui para conferir 4 autores portugueses que você precisa conhecer!

Arte da capa por Larissa Freitas

Matheus de Siqueira Nunes

Um apaixonado por futebol, que assiste basquete semanalmente, joga truco ocasionalmente e tenta viver poeticamente…