Um lugar ao sol

Beatriz Freitas Veras Cruz é uma menina sonhadora. Ela está no terceiro semestre de jornalismo e almeja trabalhar com esportes. “Em 4 anos, eu me imagino trabalhando para conquistar meu lugar ao sol. Meu sonho, e o que seria o ideal pra mim, seria estar trabalhando em algum canal relacionado a esportes, ou até dentro da área de comunicação de algum time europeu”, conta.

A mackenzista ama futebol e torce para o São Paulo, apesar disso o seu ídolo é o Neymar. Gosta tanto do jogador que escolhe uma de suas frases como preferidas: “‘Tô’ chegando com os refris, rapaziada”. Além de assistir jogos, a estudante gosta de “escrever, ler, escutar música e ver muitos filmes”.

E foi, justamente a paixão pela leitura e escrita que a fez escolher jornalismo. “Eu escolhi meu curso porque gosto muito de ler, de escrever e sou curiosa”, diz. Seus livros preferidos são: O Menino do Pijama Listrado e O Apanhador no Campo de Centeio. “Não consigo escolher entre os dois”, revela. Outro motivo que a levou escolher jornalismo foi a abrangência da profissão. “Você pode trabalhar com os assuntos que quiser: de política a esportes”, continua.

No Mackenzie, ela já viveu bastante aventuras com seus amigos. A principal foi precisar refazer uma revista, que demorou seis meses para ficar pronta, em dez horas! Imagine o desespero delas quando viram que o trabalho não estava abrindo no computador… ” Ficamos (ela mais três amigas) das 10 da manhã até as 10 horas da noite fazendo o trabalho”, relembra. Mas, valeu a pena. Tantos trabalhos e experiências a fizeram amadurecer. “Cresci demais pessoalmente desde que entrei na faculdade. Sou mais madura e bem mais responsável”, responde ao ser questionada do que mudou desde a entrada na faculdade.

Bia, conta também, sobre seus lugares favoritos no Mackenzie:  “o bosque de arquitetura, a biblioteca e as praças de alimentação”, brinca. Já, fora da faculdade, seu lugar favorito é Riviera de São Lourenço. “Tinha um apartamento lá e sempre que eu posso, volto pra visitar meus amigos”. 

Por último, ela fala dos seus sonhos. “Um dos meus maiores sonhos, desde pequena, era entrar na faculdade”. Contudo, ainda existem sonhos que a estudante não pode realizar: “fazer um mochilão pela Europa e morar fora”. Entre sonhos realizados e almejados, Bia sonha com que todos sonham, um lugar ao sol.