Para sempre?

Para sempre?

Sabe aquela pessoa que você tinha certeza ser sua amiga para sempre? Aquela pessoa que, em alguma fase da sua vida, fez cada dia melhor? Lembra quando essa pessoa prometeu que, mesmo que seus caminhos se separassem, a amizade continuaria a mesma e vocês se falariam todos os dias?

Qual foi a última notícia que você teve dela?

O que aconteceu? O que aconteceu com as conversas que antes eram diárias e acabaram se tornando semanais, mensais, anuais? Qual foi a última vez que essa pessoa compartilhou algo de sua vida com você? E pensar que antes você sabia o que ela estava fazendo o tempo todo…

Será mesmo que uma relação tão forte pode se tornar tão superficial de uma hora para a outra? Você se esforça, corre atrás, mas tudo que recebe são respostas apenas por educação.

De repente vocês se tornaram completas estranhas. Sua vida caminha para um lado, o dela para o outro oposto. Nova vida, novos ambientes, novas pessoas. É quando você percebe que, na verdade, para ela já não existe mais espaço para o velho.

Você se cansa e simplesmente a deixa ir, imaginando se um dia ela irá olhar para trás e lembrar de tudo que um dia vocês prometeram ser para sempre.

 

Rebeca Dias
“Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador [...]" ― Clarice Lispector